Cidadeverde.com
Política

“Mesmo que aconteça uma segunda onda do vírus, não fecharemos a cidade”, diz Montezuma

Imprimir

Foto:Arquivo/Cidadeverde.com

No segundo turno da campanha,  Kleber Montezuma (PSDB) busca o diálogo com vários setores da sociedade.  Ocandidato tucano se reuniu com lideranças empresariais no Sindicato dos Lojistas do Comércio de Teresina (SINDILOJAS). Em conversa com os lojistas, ele negou que tenha a intenção de fechar o comércio caso ocorra uma segundo onda do coronavírus. 

"Depois que se formou esse blocão do PT em torno do nosso adversário, vários segmentos da sociedade tem nos procurado para conversar e ouvir nossas propostas. Já estivemos com representantes do setor industrial, lojistas da região do Dirceu, comerciantes da região da Rui Barbosa e agora estamos reunidos com o SINDILOJAS, dando a nossa visão de cidade e o que iremos fazer", disse.

Na ocasião, Montezuma lembrou aos empresários que a capital, assim como o restante do país, ainda irá conviver com os problemas provocados pelo novo coronavírus em 2021. Apesar disso, o postulante ao Palácio da Cidade descartou ações mais severas para o controle da doença, como a decretação de lockdown.

"Se eu for o prefeito, mesmo que aconteça uma segunda onda do vírus não fecharemos a cidade. É claro que iremos ouvir as recomendações das autoridades sanitárias, mas as decisões serão tomadas em diálogo, com a classe empresarial e com a cidade", garantiu o candidato a prefeito pelo PSDB.

Por fim, Kleber Montezuma ainda enfatizou pontos do seu plano de governo voltados para o setor produtivo da capital piauiense. "Vamos destravar processos e criar um ambiente de negócios favorável aqueles que querem abrir seu primeiro negócio ou tirar sua empresa do papel, pois isso gera emprego e renda aos teresinenses", concluiu.

[email protected]

Tags:
Imprimir