Cidadeverde.com
Esporte

Com homenagem de Renato Gaúcho a Maradona, Grêmio vence fora pela Libertadores

Imprimir

Em jogo com homenagem de Renato Gaúcho a Diego Maradona, o Grêmio mostrou força fora de casa nesta quinta-feira, pela Copa Libertadores. O time brasileiro derrotou o Guaraní por 2 a 0, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, na ida das oitavas de final. Jean Pyerre e Pepê, mais uma vez, foram os destaques gremistas.

Foto - Lucas Uebel - Grêmio

O triunfo deixou o Grêmio em boa situação no confronto. O time gaúcho avançará às quartas de final mesmo se empatar ou mesmo perder por 1 a 0 no jogo da volta, em Porto Alegre, na quinta-feira da próxima semana, dia 3. Quem passar vai encarar o vencedor de LDU x Santos na sequência do mata-mata.

De quebra, o time brasileiro aumentou sua sequência invicta na temporada. Somando partidas de diferentes competições, agora são 13 jogos sem perder - chegou a empatar oito vitórias consecutivas nesta série.

Fora de campo, nesta quinta, o destaque da noite foi Renato Gaúcho. O treinador acompanhou a partida vestido com uma camisa da seleção argentina, com o nome de Maradona e o número 10 nas costas. O ídolo argentino morreu nesta quarta-feira, aos 60 anos, nos arredores de Buenos Aires.

O JOGO - Grêmio e Guarani fizeram um primeiro tempo morno no Defensores del Chaco. Mais preocupado em conter a iniciativa dos paraguaios, o time gaúcho praticamente abdicou de atacar na etapa inicial. Mais que isso, a equipe de Renato Gaúcho anulou o rival e a si própria nos primeiros 45 minutos.

O Grêmio foi dominante nos principais fundamentos, como posse de bola e passes certos. Mas quase não finalizou a gol. Tanto que a primeira "boa chance" aconteceu aos 13, quando Luiz Fernando não alcançou passe de Pepê dentro da área. O mesmo Luiz Fernando se recuperaria aos 30, ao fazer grande jogada, com direito a drible sobre quatro adversários antes de chutar para fora.

A postura do Grêmio mudou totalmente no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, o time brasileiro já carimbava a trave, em cabeçada de Luiz Fernando, após passe de Diego Souza. A iniciativa gremista estimulou o Guaraní, que também passou a buscar o ataque com mais ímpeto.

Aos 10, Vanderlei precisou intervir para fazer defesa incrível à queima-roupa, na pequena área. No minuto seguinte, Pepê disparou pela esquerda, conteve a marcação e cruzou na linha de fundo para trás. Jean Pyerre, sem qualquer marcação, teve tempo de ajeitar antes de finalizar no canto direito do goleiro Sérvio.

Ou seja, em dois minutos o segundo tempo mostrou melhor futebol do que toda a etapa inicial. E não parou por aí. Aos 15, o goleiro gremista fez outra forte defesa, em tentativa de Morel. Na sequência, aos 19, Luiz Fernando desperdiçou grande chance ao finalizar rasteiro, de fora da área, sobre o goleiro.

Diante do predomínio gremista e da sólida defesa brasileira, o Guaraní desanimou e perdeu força ofensiva. A situação para o time paraguaio ficou ainda mais complicada aos 40, quando o Grêmio anotou o segundo gol. 

A jogada teve início com longo lançamento de Vanderlei, contou com assistência de Churín e finalização certeira de Pepê, sacramentando a vitória.

Por Felipe Rosa Mendes
Estadão Conteúdo

Imprimir