Cidadeverde.com
Política

Coronel Nixon Frota sobre assumir secretaria: 'vamos apoiar a decisão de Dr. Pessoa'

Imprimir

O coronel Nixon Frota, presidente estadual do PRTB, esclareceu a ausência na equipe de transição do prefeito eleito Dr.Pessoa (MDB). Cotado para assumir o primeiro escalão, o ex-comandante do 25 BC declarou que está à disposição do novo gestor e comparou a decisão com o que acontece no Exército:  "No Exército quem decide é o comandante e na prefeitura vai ser a mesma coisa". 

"Equipe de transição é a equipe que vai fazer o diagnóstico da prefeitura. No meu entendimento precisa ser uma equipe experiente, que conheça a realidade do que é a prefeitura municipal. O coronel Nixon ja participou de situações semelhantes, mas dentro do âmbito militar. Dessa vez, além de saber o que é a prefeitura, temos um tempo curtíssimo. Então, acredito que sejam necessárias pessoas técnicas, de preferência que já trabalharam ali, pessoas que cheguem na prefeitura e já sabem qual o 'botão vai apertar', o que vai perguntar, o que vai pedir", disse Frota. 

O presidente estadual do PRTB é cotado para assumir a secretaria municipal de Segurança, pasta que foi anunciada durante a campanha do prefeito eleito.

"Estamos desde o início apoiando o Dr. Pessoa, porque acreditamos na história dele, na sua reputação, na honestidade, na sua palavra. Entrei acreditando e continuo acreditando que é o melhor para Teresina. Teresina precisava mudar e Dr. Pessoa representa, efetivamente, essa mudança. Enquanto a assumir uma secretaria é uma decisão que cabe ao prefeito. No Exército quem decide é o comandante e na prefeitura vai ser a mesma coisa. Nesses três meses convivi diariamente com o Dr. Pessoa e vi que é um profissional muito inteligente, observador e tenho certeza que não vai escolher o secretariado por pressão de A ou B. Ele vai parar, pensar fazer a análise dele e tomar a decisão certa. O Dr. Pessoa entendendo que podemos contribuir mais em alguma coisa para o trabalho dele será uma honra, uma alegria muito grande. Estamos aqui para apoiar a decisão de Dr. Pessoa", disse o coronel.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, ele fez ainda um retrospecto do convite para participar da campanha de Dr. Pessoa e posterior filiação ao PRTB. 

"Primeiro fui chamado para participar da campanha de Dr. Pessoa e só depois veio o convite para participar do PRTB que tem como símbolo maior o vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão. Já o conhecia e o PRTB estava sem uma liderança aqui. Quem estava a frente do partido antes era o deputado estadual Fernando Monteiro que faleceu e o partido ficou sem uma liderança. O general Mourão, tendo origens no Piauí, em Pedro II, achou interessante o partido ter uma continuidade. Foi um desafio grande. Como já tínhamos um compromisso com o Dr. Pessoa, seria incoerente lançarmos um prefeito e, então, fomos com a coligação dele para fortalecer o Dr. Pessoa que já era um nome excelente, tanto que venceu com folga", relembra o presidente do PRTB no estado. 

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir