Cidadeverde.com
Últimas

Preocupado com festas de fim de ano COE decide manter hospitais de campanha

Imprimir

Após reunião realizada nesta quarta-feira (2), o Comitê de Operações Emergencias (COE) de Teresina decidiu manter o funcionamento dos dois hospitais de campanha da capital. Continuam recebendo pacientes com Covid-19  Hospital Padre Pedro Balzzi, que fica no quadra de badminton da Ufpi, e o hospital João Claudino Fernandes, anexo do Hospital de Urgência de Teresina. 

O médico infectologista Walfrido Salmito, coordenador do COE de Teresina, explica que, apesar dos números da Covid- 19 na capital estarem em estabilidade, o Comitê leva em consideração um cenário mais abrangente. A preocupação é que as estatísticas na capital voltem a crescer devido às confraternizações de fim de ano. Ainda não se sabe também qual será o impacto das aglomerações políticas durante a eleição no registro de casos.

O médico cita que os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, os casos de coronavírus e internações estão aumentando. "Isso preocupa, de forma que, diante desse cenário de  incertezas, a gente achou melhor manter os hospital de campanha abertos", explica.

Os hospitais reduziram a capacidade de atendimento. Quando foi inaugurado  o Hospital de Campanha Pedro Balzzi tinha leitos para 80 pacientes. Hoje, há vagas para 20 a 25 pessoas e a taxa de ocupação é de 50%.

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

 

"Vamos manter mesmo que seja essa capacidade mínima  porque tem uma incerteza de segunda onda, tem incerteza no aumento no número de casos. Agora a gente vai ter comemorações no mês de dezembro e isso aumenta a interação entre as pessoas. Tivemos recentemente um período eleitoral e a gente sabe que quando a gente um aumento no número de eventos e interação entre as pessoas  a gente pode, sim, ter um repique ou aumento de casos", analisa Walfrido Salmito, que acrescenta que a decisão é técnica e por precaução. 

"A taxa de Síndrome Respiratória Aguda Grave e óbitos em Teresina é estável, então não há motivos para pânico, não há motivo para uma preocupação maior de fechamento do comércio,de nada disso. Não nenhum indicativo. Do ponto de vista técnico,Teresina tem uma situação estável e confortável", acrescenta.

O COE recomenda que a população continue mantendo distanciamento social, com uso de máscara e higiene adequada. 


Izabella Pimentel
[email protected] 

Imprimir