Cidadeverde.com
Política

Cotado na Saúde, Gilberto Albuquerque afirma que vacinação é Governo Federal que define

Imprimir

O médico Gilberto Albuquerque afirmou nesta quarta-feira (9) que está avançado o diálogo com o prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), para assumir a Fundação Municipal de Saúde (FMS). Caso seja confirmado na pasta, ele pretende agilizar consultas e cirurgias atrasadas e investir no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) onde foi diretor-geral por 12 anos. Questionado como deve lidar com a pandemia do novo coronavírus, Gilberto planeja manter os hospitais de campanha em Teresina e quer seguir o plano nacional de vacinação contra a Covid-19. 

"É o Governo Federal que define. Se isso ocorrer, existe uma previsão que hoje ou amanhã seja divulgado esse plano. Uma vez que a gente conheça esse plano, como membro da equipe de transição, a gente vai avaliar, vai conversar com o futuro prefeito para gente formar opinião. Vamos lembrar que ele [prefeito] é médico em saúde pública, é cirurgião também, então tem um conhecimento muito grande na área de Saúde. Com certeza sua opinião será essencial para concluir um método de trabalho, fazer planos de ação e executar da melhor forma possível", disse o médico que participa na equipe de transição do prefeito eleito. 

Sobre os hospitais de campanha em Teresina, Gilberto Albuqurque pretende reformulá-los e reforça que a "Covid ainda está viva".

"Ontem perdemos dois médicos, colegas, companheiros, amigos. Isso mostra que a coisa está viva, presente, tá se disseminando [...] precisamos manter as medidas de segurança: álcool, máscara e distanciamento. Minha opinião técnica é que os hospitais de campanha se mantenham. Não se encontra no mercado equipamentos para se montar um hospital de campanha de imediato. Uma vez que temos estruturas montadas, não podemos desmontá-las, não podemos deixar o povo, em uma segunda onda, não ter um local para atendimento. É muito mais seguro, sensato, que a gente mantenha essas estruturas prontas. O que deveremos fazer é desocupar alguns leitos Covid que estão em unidades de saúde e torná-los mais efetivos, abrir mais leitos normais para que pacientes diabéticos, hipertensos também possam ser atendidos", disse Gilberto Albuquerque. 

Entrevista à TV e Rádio Cidade Verde, o médico destacou também sua trajetória na gestão de hospitais no Piauí.

"Mais de 25 anos na gestão de hospitais no Piauí, experiência na rede de urgência e emergência e como plantonista, também sou médico sanitarista e sou do início do PSF no Piauí. Conheço muito bem essa área, convivo diariamente. Então os níveis de saúde em Teresina, da atenção básica à alta complexidade, toda ela transito muito bem e executo serviços diariamente [...] inicialmente como estou na transição, sou diretor do HGV, conheço muito bem o HUT nesses 12 anos que estive na direção. Estou em uma conversação avançada com o Dr. Pessoa para que a gente possa compor essa equipe de organização da rede de saúde da prefeitura de Teresina", declarou o médico Gilberto Albuquerque. 


Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir