Cidadeverde.com
Entretenimento

'A música dele era pura alegria,' diz Daniela Mercury sobre Genival Lacerda

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram

A notícia da morte do cantor paraibano e ícone do forró Genival Lacerda, nesta quinta-feira (7) por complicações da Covid-19, foi recebida com tristeza no meio artístico.

Conhecido pela irreverência e duplo sentido de suas composições, Lacerda tinha 89 anos e estava internado em estado grave desde novembro do ano passado, num hospital do Recife. A morte foi confirmada por familiares.

Nas redes sociais, artistas lamentaram a notícia e ressaltaram a importância de Genival Lacerda para a música popular brasileira.
"A música de Genival Lacerda era pura alegria. Queria agradecer por cada sorriso. Sinto muitíssimo que ele vá embora assim. Um abraço carinhoso para a família", publicou a cantora Daniela Mercury no Twitter.

O rapper Marcelo D2 lembrou a típica pose que o cantor fazia ao dançar. "Essa é a imagem que fica para mim de Genival Lacerda. Essa dança dele com a mão na barriga me faz lembrar a alegria do Brasil, me conecta muito com meus antepassados e me trás uma sensação boa de felicidade. Que descanse em paz."

Alegria também foi a palavra usada pelo apresentador Serginho Groisman em sua homenagem. Na rede social, ele publicou uma foto com o cantor em seu programa "Altas Horas" e escreveu "fica em paz, querido Genival Lacerda, teu legado é a alegria."

Lulu Santos postou uma foto do cantor paraibano com um símbolo de coração e lembrou trechos de "Severina Xique Xique" e "Radinho de Pilha", algumas das composições de maior sucesso de Lacerda.

O perfil da banda Pato Fu, que gravou uma versão de "Severina Xique Xique", compartilhou vídeo do artista agradecendo pela homenagem e disse que o cantor "Iluminou o mundo com seu talento, carisma e bom humor".

No Twitter, o músico e apresentador Luiz Thunderbird lembrou a simpatia de Genival Lacerda e lamentou a morte de mais um artista por Covid-19. "Conheci Genival Lacerda na rua, ali em frente ao prédio da Folha de S.Paulo. Ele foi de uma simpatia incrível. Ele criou um estilo muito pessoal na música. Mais uma vítima da Covid 19. Muito triste!"

 

Fonte: Folhapress

Imprimir