Cidadeverde.com
Últimas

Piauí apresenta Plano de Vacinação contra a Covid nesta sexta (15)

Imprimir

Foto: Roberta Aline

O governador Wellington Dias apresenta, nesta sexta-feira (15), o Plano Operacional de Estratégia de Vacinação contra a Covid-19 no Piauí. A apresentação será feita durante uma reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE). 

Em reunião com prefeitos nesta quinta-feira (14) o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que a vacinação inicia na próxima quarta-feira (20) no Brasil.  No entanto, o início da estratégia depende de aprovação das vacinas na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O governador Wellington Dias informou anteriormente que serão vacinados inicialmente os grupos prioritários, definidos pelo plano nacional, como profissionais de saúde, idosos, e pacientes de doenças crônicas.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, na primeira fase de imunização contra o coronavírus, 187.085 piauienses que estão nos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 80 anos e população entre 75 e 79 anos devem ser vacinados.

A previsão é que até sábado (16) as seringas e agulhas, da primeira etapa, sejam encaminhadas nas dezesseis centrais de frios espalhadas pelo Piauí. 

Durante a apresentação nesta sexta o Governo Estadual vai explicar as ações e estratégias de distribuição, acondicionamento, transporte, público-alvo, farmacovigilância, segurança e comunicação, além de outros pontos que permitirão a realização da imunização dos piauienses. 

Grupos apontados como prioritários:

  • Trabalhadores da área da saúde (incluindo profissionais da saúde, profissionais de apoio, cuidadores de idosos, entre outros);
  • Pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas;
  • População idosa (60 anos ou mais);
  • Indígena aldeado em terras demarcadas aldeados;
  • Comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas;
  • População em situação de rua;
  • Grupos com comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente severa;
  • Membros das forças de segurança e salvamento;
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Trabalhadores do transporte coletivo;
  • Transportadores rodoviários de carga;
  • População privada de liberdade


Izabella Pimentel
[email protected]

 

Imprimir