Cidadeverde.com
Últimas

Lavador de carros é morto a tiros na avenida Maranhão

Imprimir
  • maranhao8.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao7.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao6.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao5.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao4.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao3.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao2.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • maranhao1.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

Um lavador de carros foi morto a tiros na Avenida Maranhão nesta terça-feira (20), por volta das 13h15. A vítima foi identificada como Arthur Pereira da Silva, de 26 anos. A Polícia Militar relata que, segundo informações da família, Arthur estava no sistema prisional, mas foi liberado há poucos dias com data marcada para retornar à penitenciária nesta terça. Ele respondia pelo crime de roubo.

A polícia suspeita de que o lavador reconheceu os atiradores, pois ele estava sentado em um banco, no local da lavagem de carro, e chegou a correr cerca de 50 metros, na tentativa de fugir dos disparos. 

Enquanto não retornava ao presídio, ele trabalhava como lavador de carros em um ponto da Avenida Maranhão próximo a Alameda Parnaíba.

O comandante da Força Tática do 1° Batalhão da Polícia Militar, capitao Sousa Marques, informou que a vítima estava no local trabalhando com a esposa. 

"Ele se encontrava aqui juntamente com a sua esposa trabalhando quando chegou um carro modelo Voyage, de cor prata, e desceram duas pessoas, mas eram quatro (no carro).  Estavam com arma de fogo e começaram a disparar contra o Arthur. Dispararam umas oito vezes", disse.

A família não quis gravar com a imprensa. 

A Polícia Militar isolou o local e até o fechamento dessa matéria, às 14 horas, aguardava a chegada das equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Perícia Criminal e do Instituto de Medicina Legakl (IML). Uma equipe da Guarda Municipal de Teresina também estava no local. 

 

Flash Carlienne Carpaso
[email protected]

Imprimir