Cidadeverde.com
Geral

Estudante que denunciou padrasto e pediu socorro nas redes sociais vai à delegacia

Imprimir

Foto: Yala Sena/ Cidadeverde.com

A estudante de Psicologia de iniciais P.J.A.A, 18 anos, registrou boletim de ocorrência contra o padrasto nesta segunda-feira (25), na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Teresina- Centro (DEAM/C). Ela o denunciou por agressão e usou as próprias redes sociais para pedir socorro. 

À delegada Vilma Alves, titular da DEAM-C, a estudante disse que foi espancada com socos no rosto e no peito quando foi visitar a mãe em Demerval Lobão, no interior do estado. Segundo ela, a mãe também foi agredida. 

Foto: Yala Sena/ Cidadeverde.com

Bastante abalada e com o rosto machucado, a vítima foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. 

Foto: Yala Sena/ Cidadeverde.com

"Ela está muito deprimida, chorando muito, devido ao seu estado de isolamento. Ela denunciou que foi espancada pelo padrasto, foi defender a mãe e após as agressões pediu socorro nas redes sociais", disse a delegada Vilma Alves, ao Cidadeverde.com. 

A estudante diz que faz uso de medicamentos para o tratamento da depressão e teme retornar para Demerval Lobão. A delegada conta ainda que já pediu que a mãe da estudante também compareça à delegacia. 

O suspeito das agressões é Carlos André Soares Monteiro de 40 anos que mantém um relacionamento com a mãe da vítima há oito anos. 

 

Flash Yala Sena
redacao Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir