Cidadeverde.com
Últimas

Projeto Quintais Agroecológicos será implementado nos municípios piauienses

Imprimir

Foto: Governo do Piauí

A Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) iniciará, neste mês de fevereiro, a implantação do Projeto de Quintais Agroecológicos. A iniciativa é coordenada pela SAF e será executada pela Cooperativa de Trabalho de Prestação de Serviços para o Desenvolvimento Rural Sustentável da Agricultura Familiar (Cootapi).

Serão investidos mais de R$ 1 milhão na implementação de Quintais Agroecológicos distribuídos em 13 municípios de três Territórios: Planície Litorânea, Cocais e Entre Rios. Os quintais funcionarão como unidades de difusão de conhecimento e tecnologias. A meta do projeto é capacitar um total de 1.900 agricultores e jovens.

De acordo a presidenta da Cootapi, Edinalva Costa Silva, o projeto beneficiará diversos públicos. “Os quintais irão contemplar associações comunitárias, comunidades quilombolas, escolas famílias agrícolas, colônia de pescadores e grupo de mulheres”, afirmou.

Segundo o diretor da Agricultura Familiar da SAF, Luciano Brito, o projeto tem como objetivo principal capacitar famílias rurais e dar suporte à difusão de conhecimento. “Nos quintais, serão trabalhadas a produção de peixes, hortaliças e campos frutíferos. Essa é uma ação que veio fortalecer as famílias que vivem no campo, contribuindo para a permanência delas nas comunidades”, ressaltou.

Outra meta é ampliar o nível de conhecimento e o acesso às tecnologias socioambientais de base ecológica, produzir trabalho, estratégias de fortalecimento da subsistência, geração de excedentes para a comercialização em mercados de ciclo curto e as transformações sociais para o enfrentamento à pobreza de agricultores agricultoras familiares, jovens e mulheres rurais do Piauí.

Josenildo Sousa, professor da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), onde será implantada uma das unidades do projeto, destacou as possibilidades que os agricultores terão com a implantação dos quintais.

“O objetivo é de construir conhecimentos em cada território, contribuindo para que o agricultor possa não só produzir alimentos para sua segurança alimentar e nutricional, mas também para comercializar no mercado de ciclo curto e conseguintemente gerar renda”, declarou.

Entre as associação e escolas agrícolas beneficiadas pelo projeto, está a Associação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Quilombolas da Comunidade Sussuarana, localizada no município de Piripiri; a Escola Família Agrícola Santa Ângela, no município Pedro II e a Unidade Avançada da UFPI, em Parnaíba.

O Sistema Mandala, Fogão Solar, Desidratadores, Horta Bolo de Noiva, Canteiros Econômicos, estão entre as tecnologias a serem implantadas. O investimento faz parte do plano de ação do PRO Piauí/PRO Social e tem como objetivo ampliar o nível de conhecimento e o acesso ás tecnologias socioambientais de base ecológica e as transformações sociais para o enfrentamento à pobreza de agricultores e jovens do Piauí.

Imprimir