Cidadeverde.com
Política

Em reunião com a bancada, Wellington Dias pede ajuda para Anvisa validar vacinas

Imprimir
  • decreto-25.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-24.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-23.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-22.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-21.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-20.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-19.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-18.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-17.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-16.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-15.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-14.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-13.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-12.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-11.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-10.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-9.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-8.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-7.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-6.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-5.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-4.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-3.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto-2.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • decreto.jpg Roberta Aline / Cidade Verde

Roberta Aline/Cidadeverde.com

O governador Wellington Dias (PT) e o prefeito Dr. Pessoa (MDB) participou de uma reunião com a bancada federal do Piauí nesta segunda-feira(22). O governador pediu ajuda da bancada para o diálogo com o presidente Jair Bolsonaro e o Ministério da Saúde para que a Anvisa possa validar as vacinas já aprovadas por outras agências reguladoras.

Wellington Dias destaca que a situação é muito grave e pede ajuda de todos. 

"A situação é muito grave. Fazer um apelo sobre o esforço junto ao Ministério da Saúde para conseguir mais vacinas. O Congresso Nacional tomou a decisão importante. Estamos vivendo uma calamidade. O Brasil é responsável por quase 11% dos óbitos do planeta. Estamos no pior momento da pandemia. Temos 19 estados com elevados números de casos, óbitos e 20 com elevados números de ocupação de UTI. Em Teresina, estamos chegando ao limite de leitos. A região de Piripiri, Parnaíba, Floriano e Bom Jesus. As pessoas estão ficando mais tempo internados. O pleito que faço é que tenhamos um mecanismo de todos nós trabalharmos com o presidente para sancionar a lei que coloca poder para Anvisa validar vacinas já aprovadas por outras agências reguladoras. Meses depois que outros países já usam com bom resultado", afirmou.

O governador destacou a importância da compra direta pelos governos.

"Não queremos concorrer com o Ministério, mas somar. Esse trabalho junto com o parlamento tem o mecanismo para isso. Do outro lado permitir a agilidade e condições  dos recursos. O Paulo Guedes já disse da disponibilidade R$ 20 milhões. Sem vacina, tudo para", ressalta.

Wellington Dias também pediu ajuda para o programa de recuperação das estradas. 

"Temos como prioridades uma situação que conversamos com a bancada sobre a conservação de rodovias. Com a retirada da Cide, ficamos sem a fonte para manutenção das rodovias. Iniciamos um plano que tem de um lado as rodovias, para recuperar cerca de 2 mil quilômetros. No ano passado foram 800 quilômetros. Restam aproximadamente 4 mil. No total de 6 mil quilômetros", disse.

O prefeito Dr. Pessoa falou sobre a necessidade de recursos para a saúde a pavimentação asfáltica na cidade. 

“A coisa é mais direcionada nesse momento. Espero e vi  a boa vontade dos parlamentares para que seja contemplada a cidade de Teresina. Pedimos ajuda para asfalto, custeio, também, envolvendo a parte primária da saúde. A decisão é dos parlamentares federais que estavam reunidos discutindo o problema”, destacou. 

Durante a reunião com a bancada, Dr. Pessoa reforçou o pedido do governador no combate ao coronavírus e R$ 5 milhões para a criação de uma usina de asfalto na cidade, R$ 15 milhões para pavimentação asfáltica, R$ 4 milhões para assistência social e R$ 2 milhões para custeio da saúde, R$ 23 milhões para obras diversas.

O coordenador da bancada, deputado Átila Lira (Progressistas) destacou a necessidade da definição das emendas no prazo de uma semana. 

“Temos uma semana para apresentar as emendas para o Orçamento da União.  Para atender programas de saúde, de educação e  recebemos a presença do prefeito e do governador para procurar encaminhar as demandas de interesse nas diversas áreas. Sobretudo, na área de saúde que é um problema geral do Brasil. Com o recrudescimento da covid-19”, afirmou. 

 

Flash de Lídia Brito
[email protected]

Imprimir