Cidadeverde.com
Geral

Banco de Leite sofre queda de 30% nas doações; 37 bebês precisam do alimento

Imprimir

Foto:Reprodução Instagram banco de leite

O banco de leite da Maternidade Dona Evangelina Rosa (Mader) está precisando de doações, depois que a coleta domiciliar sofreu uma queda de 30% nas últimas duas semanas. A média diária era de 10 a 12 litros.

A coordenadora do banco, Vanessa Paz, afirma que essa queda foi nacional e pode ou não ter relação com o aumento do número de casos da covid-19. 

“Não é possível relacionar, sem um estudo, mas muitos fatores interferem na amamentação, o estresse é um deles. Então se ela ficou desempregada na pandemia, não tem perspectiva de voltar ao trabalho, por exemplo, este é um fator. Essas mães precisam estar bem para conseguirem alimentar seus bebês e doar”, explica Vanessa.

Atualmente a maternidade possui de 60 a 80 bebês de risco internados, sendo que nesta segunda-feira(15), 37 precisam se alimentar com leite do banco. “Este número varia diariamente, porque alguns nem se alimentar ainda podem”, ressalta.   

As doações ocorrem principalmente nos primeiros três meses dos bebês. “A cada três meses observamos essa baixa no número de doações, porque os bebês ficam maiores e necessitam mais do leite e não ‘sobra’ mais para doar. Ou quando há datas pontuais como Natal, Reveillon, Carnaval que as mães viajam. Mas, todos os bancos do país tiveram queda nestas duas semanas”, declara. 

Para ser doadora, a mãe pode entrar em contato pelo telefone 0800-280-2522 ou pelas redes sociais Facebook e Instagram @bancodeleitethe.

“Ela diz que tem a intenção de doar, vamos fazer um cadastro baseado nos exames do último trimestre do pré-natal e ela recebe o kit e nós agendamos a coleta. Distribuímos as rotas pelas zonas da cidade”, explica Vanessa. 

Na sede do Banco de Leite, não está havendo coleta devido a pandemia, apenas atendimento às mães com intercorrências com da mama. 

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir