Cidadeverde.com
Esporte

Confederação corta atleta olímpica piauiense da seleção após ser mãe

Imprimir

Foto: Abelardo Mendes Jr / rededoesporte.gov.br

Jaqueline Lima foi cortada da seleção apos ser mãe

Jaqueline Lima fica fora de convocação da Seleção e atleta e federação piauiense pedem explicação. Na última semana saiu a convocação da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) para a primeira competição internacional após a paralisação de torneios devido a Covid-19. Na convocação XXIV Campeonato Panamericano da Guatemala, na Guatemala, que acontece entre os dias 29 de abril a 2 de maio. Um dos possíveis motivos do corte seria porque Jaqueline teve filho recentemente. 

O Piauí tem quatro atletas entre os convocados distribuídos em cinco categorias; Simples masculina, simples feminina, duplas mistas, duplas masculinas e duplas femininas. Porém a ausência do nome da piauiense Jaqueline Lima chamou atenção já que a atleta está bem ranqueada tanto nacional quanto internacionalmente e tem direito a vaga de acordo com os critérios utilizados atualmente.

O critério que deve ser seguido para as convocações são – atleta ou dupla classificado no RK Mundial BWF, até a 50ª posição. Atleta ou dupla classificação na 1ª colocação do ranking nacional. Atleta ou dupla classificado no 2º lugar do ranking nacional e convocação pela comissão técnica da CBBd, porém Jaqueline só poderá disputar a competição se arcar com os custos do próprio bolso. “Caso a atleta opte em participar, a mesma deverá assumir todos os custos desta participação e também todas as responsabilidades referentes aos aspectos físico, saúde e segurança referente ao Covid-19”, diz trecho da convocação. 

"Eu ainda não tive um retorno da CBBd e não pretendo ir arcando com os custos, pois não tenho condições no momento. Eu acho que existe algum preconceito com relação as atletas mães", disse Jaqueline. 

Foto: Abelardo Mendes Jr / rededoesporte.gov.br

Jaqueline Lima é atual dona das vagas em três categorias

Os atletas Fabrício e Francielton Farias, Juliana Viana e Samia Lima estão entre os convocados para competição que é fundamental para a maioria deles, pois deve ser a única de maior peso antes de fechar o ranking das olímpiadas de Tóquio (2020/2021). Jaqueline Lima é dona das vagas em três categorias – simples feminina, dupla feminina e duplas mistas. Dentro veio uma nota da confederação com justificativa do corte da piauiense. "A atleta Jaqueline Lopes Lima, por definição da área de saúde e da comissão técnica da CBBd, não deverá participar desta competição, em função de ter permanecido em inatividade por longo período e estar retornando as atividades, de forma gradativa, à pouco tempo", diz outro trecho.  

"A CBBd toma esta posição visando a segurança da atleta neste momento. Caso a atleta opte em participar, a mesma deverá assumir todos os custos desta participação e também todas as responsabilidades referentes aos aspectos físico, saúde e segurança referente ao Covid-19. A CBBd define que a não participação da atleta neste momento, é a opção mais adequada e segura, preservando a atleta para o futuro, pois a mesma faz parte da equipe da CBBd, visando o ciclo 2024", dizia o comunicado que veio junto a convocação oficial da Confederação.

O porém é que Jaqueline retornou aos treinos tem mais de 30 dias, pois a filha Lara Sophia nasceu em novembro e quatro meses após retornou aos treinos, que atualmente acontecem em dois períodos, em Teresina.  

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir