Cidadeverde.com
Esporte

Carlinhos Bala é anunciado como reforço do PEC Fut7 no Piauí

Imprimir

Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press))

O atacante Carlinhos Bala, 41 anos, conhecido no futebol nacional pelas passagens nos clubes pernambucanos foi anunciado na noite desta quinta-feira (8) como reforço da equipe do PEC de Fut7, time do estado do Piauí. Através de vídeo o atacante que estava aposentado confirmou que irá vestir a camisa do clube. Essa será a segunda passagem de Carlinhos pelo estado, pois em 2016 vestiu a camisa do Altos ao longo da disputa do Campeonato Piauiense. 

“Fala galera do Piauí aqui é Carlinhos Bala rei de Pernambuco estou passando aqui para dizer que estou fechado com o PEC Fut7”, afirmou o atleta. 

A intenção é que Carlinhos dispute somente as competições nacionais com a equipe piauiense, no caso, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e provavelmente o Campeonato Brasileiro, mas as datas e definições quanto a essas competições ainda não foram feita devido a pandemia de covid-19 e o calendário está indefinido. Além do Pernambucano, alguns atletas que tem Carlinhos como agente devem vir também para reforçar o PEC Fut7. 

Carlinhos Bala ficou nacionalmente conhecido em 2005, quando foi um dos protagonistas na boa campanha do Santa Cruz na temporada, conquistando o acesso à Série A do Brasileiro e o título do Campeonato Pernambucano. Depois disso, passou uma temporada no Cruzeiro-MG e depois retornou ao futebol de Pernambuco de defendeu o Sport e em 2008 foi protagonista da conquista da Copa do Brasil um dos títulos mais expressivos de sua carreira. Em 2017, se aposentou do futebol profissional e encerrou a carreira no Tricordiano-MG. 

No Altos em 2016/2017 o jogador veio como uma espécie de jogada de marketing, mas acabou tendo uma atuação bem discreta ao longo do Piauiense. 

Em Pernambuco o atleta migrou para o Fut7 tem algum tempo e defende a camisa de clube na região. De acordo com a diretoria do PEC o jogador será utilizado pelo clube piauiense somente nas competições nacionais. 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir