Cidadeverde.com
Política

Governadores querem ajuda humanitária e vão à ONU pedir vacinas contra a covid

Imprimir

Foto: Ascom Consórcio do Nordeste

Os governadores do Brasil vão pedir à Organização das Nações Unidas (ONU) uma ajuda humanitária ao país no combate a pandemia do novo coronavírus. A agenda com a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed, foi confirmada nesta segunda-feira (12). Os governadores querem principalmente o envio de vacinas ao país.

“O Pleito é que a ONU coordene uma ajuda humanitária ao Brasil por mais vacinas, para mais vacinação e para conter uma tragédia ainda maior e com graves riscos para o mundo, pois a geração de novas variantes e propagação de variantes do Coronavirus prossegue” disse o governador Wellington Dias (PT), coordenador da temática de vacina no Fórum Nacional de Governadores e presidente do Consórcio Nordeste.

Segundo o governador, além da ajuda por mais vacinas os governadores buscam apoio da ONU para aquisição de oxigênio, medicamentos, e kit intubação para pacientes internados na rede hospitalar. 

 “O Brasil tantas vezes foi solidário com outros países do mundo em ajudas humanitárias e agora o Brasil, neste Pacto Pela Vida, precisa de ajuda humanitária do mundo, principalmente com mais vacinas, e confiamos na ONU para alcançar esta sensibilidade e resultados para salvar vidas”, disse o governador.

Nesta segunda, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu o aumento do fluxo de vacinas para o Brasil em conversa com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres. Lira e Guterres discutiram a gravidade da situação sanitária no País. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, também participou da reunião.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir