Cidadeverde.com
Cidades

Vídeo: açude rompe e destrói trecho de rodovia que dá acesso a Luzilândia

Imprimir

 

Atualizada às 10h20

A PI-214 rodovia que liga Luzilândia a Esperantina teve um trecho destruído na madrugada desta terça-feira(20). A causa seria a força das águas que passaram no local, depois do rompimento da parede do açude Saquinho na região. 

Populares informaram que ontem a noite choveu na cidade, mas que não seria tão forte e na madrugada a parede do açude não teria aguentado a força das águas e teria rompido, provocando uma onda que cortou a rodovia. 

Em vídeos feitos por moradores da região que foram até o local, é possível ver uma motocicleta dentro do buraco formado na PI, mas um deles informa que o piloto teria escapado com vida e sem ferimentos. E que teria ido buscar ajuda para retirar o veículo da cratera. 

Fotos: Clenildo Vale/Ascom prefeitura

 A PI é a principal estrada para Luzilândia, que fica a 234 quilômetros de distância de Teresina. Outros caminhos, mais longos, são por Joca Marques e Joaquim Pires.

A prefeita da cidade, Fernanda Marques (PTB), está em Teresina e esteve nesta manhã com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagem do Piauí (DER), Castro Neto, onde solicitou providências para recuperação da rodovia. 

“Amanheci com a notícia do rompimento do açude do Saquinho, havia rompido e com isso também o rompimento da PI-214. Então logo cedo entrei em contato com o diretor do DER que pediu para solucionarmos esse problema. Castro Neto foi muito receptivo e mandou a equipe para Luzilândia para resolver esse problema da entrada da cidade”, destacou a prefeita em vídeo feito ao lado do diretor Castro Neto. 

O diretor do DER, Castro Neto, atribuiu o rompido ao aumento volume de água das chuvas que caem desde domingo na região. Ele ressalta que a cidade não ficou ilhada, pois tem o rodoanel e que engenheiros e técnicos já foram para o local para analisar a situação e fazer os reparos necessários.  

De acordo com a prefeita, o açude Saquinho é de propriedade particular. 

 

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir