Cidadeverde.com
Esporte

Com presidente como ‘técnico’ Parnahyba recebe Flamengo hoje

Imprimir

Foto: Pâmella Maranhão 

O Parnahyba recebe o Flamengo na tarde desta quarta-feira (21), às 9h, no estádio Mão Santa, no Litoral. O time precisa vencer para reassumir a liderança do Campeonato Piauiense que no momento pertence ao River, que na manhã de hoje (21) venceu o Picos por 3 a 2. O Parnahyba terá o presidente Batista Filho a beira do gramado já que optou por demitir o técnico Dejair Ferreira ontem (20). O Flamengo volta a jogar após 18 dias sem entrar em campo. 

A demissão do técnico que até então era líder do Piauiense pegou todos de surpresa, inclusive os atletas, mas apesar da situação inesperada os atletas afirmam estar concentrados para o jogo. “Realmente soubemos pela diretoria da decisão, mas isso não vai mudar em nada o nosso nível de concentração para o jogo, pois sabemos do peso dessa partida para nos mantermos em cima na tabela. Estão todos pensando somente nisso”, disse o volante e capitão Caio Matias. 

O Flamengo tem dois desfalques no setor ofensivo para a partida caso de Fábio Júnior e Dudu Pedrotti, mas o técnico Aníbal Lemos treinou formações variadas, mas sem mudar o esquema tático do time. A Raposa fez seu último treino na manhã de ontem (20) e depois pegou estrada chegando a Parnaíba no começo da tarde. 

A maior dificuldade do Flamengo será a falta de ritmo, mas os atletas citam que buscaram suprir essa lacuna no dia a dia de treinos. “A tabela acabou sendo muito cruel conosco, mas acredito que esse jogo será um divisor de águas e muito importante para as nossas pretensões dentro do Campeonato Piauiense para a gente saber pelo que iremos brigar”, disse Waldir meio campo do Flamengo. 

O Parnahyba tem 12 pontos na tabela e na manhã de hoje (20) foi ultrapassado pelo River, que chegou aos 14, mas uma vitória chega aos 15 pontos e volta a ponta da tabela. Em compensação o Flamengo acabou entrando na zona de rebaixamento devido as semanas sem entrar em campo e uma vitória ou mesmo empate sai dessa situação e reinsere o Tiradentes no incomodo Z2. 

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir