Cidadeverde.com
Geral

Câmara frigorífica tem falha e IML de Timon agiliza enterro de corpos

Imprimir

Foto: arquivo Cidadeverde.com

Com problemas na câmara de refrigeração, o Instituto de Medicina Legal (IML) de Timon, no Maranhão, agilizou o processo de sepultamento dos corpos. A câmara estava com quase oito corpos. Uma equipe da Vigilância Sanitária esteve no local fiscalizando a situação na quarta (28).  O perito geral da Perícia Oficial do Maranhão, Miguel Alves, disse ao Cidadeverde.com que o problema deve ser resolvido nesta quinta-feira (29). 

“Tivemos um problema com a câmara frigorífica que foi instalada recentemente. Teve problema no sistema de refrigeração em um dos compressores. Infelizmente, isso repercute na conservação dos cadáveres".

O perito geral ressalta que a câmara é nova e aumento a capacidade de armazenamento de corpos, que passou de quatro para oito cadáveres. 

“Antes nós tínhamos uma geladeira. Aumentamos a capacidade de refrigeração e de conservação dos cadáveres. Estávamos quase no limite quando houve o problema com o compressor antes de ontem (27/04)”. 

O coordenador de perícia do interior, Paulo Sampaio, está em Timon acompanhado do diretor regional da perícia da região dos Cocais, João Paulo Pierote, para resolver o problema. “O coordenador de perícia do interior foi pessoalmente em Timon. Ele já levou dois compressores para tentar resolver o problema ainda hoje”.

Sem muitas alternativas para manter a conservação dos corpos, a melhor saída foi agilizar o processo de sepultamento.

“O IML de Timon recebe muitos cadáveres da região. Estamos agilizando para devolver aos municípios de origem para serem enterrados e reduzir os problemas. Com outros estamos com o apoio da Justiça para fazermos o termo de inumação dos cadáveres”. 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir