Cidadeverde.com
Últimas

TJD-PI concede liminar e interdita estádio Felipão em Altos após briga generalizada

Imprimir

Foto: Divulgação TJD-PI


 
O Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) interditou o Estádio Municipal Felipe Raulino, Felipão, palco onde a Associação Atlética De Altos realiza as partidas. A liminar foi publicada na tarde desta sexta-feira (7) e enumera vários problemas na estrutura e até cumprimento de protocolos por parte do clube dentro do estádio. Falta de segurança, descumprimento dos protocolos sanitários de combate ao Covid-19. A medida cautelar também proíbe a entrada de João Paulo dos Anjos em quaisquer praças esportivas do estado. O homem, membro do staff do Altos, agrediu na última quarta-feira (5) a repórter do Ge.com Emanuelle Madeira após uma discussão generalizada no pós jogo entre Altos x Fluminense. 

Veja o que diz um dos trechos do documento liberado pelo TJD-PI

"bem determinar liminarmente, a INTERDIÇÃO da praça desportiva, ESTÁDIO MUNICIPAL “O FELIPÃO”, em Altos – PI, até que se refaçam e se reapresentem Novos laudos técnicos do estádio, exigidos pela lei 10.671/2003 e pelo RGC 2021, com a adoção de medidas eficientes para que se evite a reiteração do tumulto estabelecido no local. Determino, ainda, A PROIBIÇÃO CAUTELAR, do STAFF credenciado pela equipe de Altos como Auxiliar do CPA (Centro de Pesquisa e Análise) JOÃO PAULO DOS ANJOS ABREU de adentrar quaisquer praças desportivas até o julgamento final dessa lide, pelos fatos expostos a cima. Citem-se o time da Associação Atlética De Altos/Pi e a Federação Piauiense de Futebol para que, caso queiram, apresentem informações, bem como documentos que acharem necessário. Certifique-se quanto à apresentação de resposta"

A decisão foi tomada após denúncia da procuradoria do TJD-PI, que tomou por base a súmula do jogo, o relatório do delegado da partida, a relação de credenciados a adentrarem o estádio e, ainda notícias veiculadas em âmbito local, regional e nacional. O documento cita que após análise de vídeos apresentados, foi constatada que dois integrantes do Altos agrediram e ameaçaram pessoas, tendo inclusive arrancado a força o celular da jornalista Emanuelle Madeira, quando na verdade que teriam a obrigação de zelar pela boa conduta, andamento e segurança do jogo.

“As cenas narradas na súmula, no relatório do delegado da partida e pelas notícias e vídeos veiculados pela imprensa estadual e nacional são absolutamente lamentáveis, e não deixam dúvidas sobre a necessidade de adotar providencias eficientes para que se evite que se repita episódios dessa natureza”, descreve o TJD-PI.

Foto: Luís Junior

A interdição do Estádio Felipão é válida até que sejam feitos e apresentados novos laudos técnicos do estádio, além da adoção de medidas eficientes para que se evite novos tumultos. No caso de, João Paulo dos Anjos Abreu, credenciado pela equipe de Altos como Auxiliar do CPA (Centro de Pesquisa e Análise) está proibido de adentrar quaisquer estádios até que seja realizado o julgamento final do caso.

 

 

 


Da redacao
[email protected]

Imprimir