Cidadeverde.com
Política

Ocupação de UTI Covid ultrapassa 90% e secretário é contra desativar leitos

Imprimir

Apesar da flexibilização nas medidas restritivas, o Piauí ainda registra alta na ocupação nos leitos de Terapia Intensiva para pacientes com Covid-19. Boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) mostra que 13 hospitais estão com UTIs 100% lotadas. 

O secretário de Saúde, Florentino Neto, defende que, apesar da lotação, não há “fila de espera” por UTI no Piauí. O gestor afirma que hoje pela manhã 13 pessoas aguardavam ser transferidas para leito de Terapia Intensiva, dependendo apenas do processo de regulação.

“Há vagas. Das 13, apenas sete pessoas ainda estão aguardando o processo de transferência. Não se pode falar em fila”, disse o secretário. Florentino Neto defende que, apesar da redução nas internações e óbitos, os leitos clínicos e UTI Covid não podem ser desativados.  

“Todo o processo de flexibilização é alinhado com a ciência, após avaliação técnica. Para que possamos seguir diminuindo as medidas restritivas precisamos sempre da colaboração da sociedade. A partir do momento em que temos uma redução dos índices entendemos que é o momento de diminuir essas restrições, porém sem relaxar com os cuidados necessários para evitar a doença. No fim do ano passado quando a situação estava mais controlada nunca consideramos a Covid uma página virada ou o colapso com possibilidade de não acontecer. Agora não podemos deixar de considerar que o número de óbitos caiu. Temos uma situação que nos permite atender a todos com os leitos que temos, mas não podemos desativar leitos. Os leitos têm que continuar ativos”, defende.

Foto: Roberta Aline

O Boletim da Sesapi mostra que 91,3% dos leitos de UTI Covid no Piauí estão ocupados. Ou seja, das 424 vagas de Terapia Intensiva, apenas 37 estão livres. 

No interior estão com os leitos de UTI 100% ocupados: Hospital Regional de Bom Jesus (Bom Jesus), Hospital Regional Tibério Nunes (Floriano), Hospital Regional Deolindo Couto (Oeiras), Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Parnaíba), Hospital Regional Chagas Rodrigues (Piripiri) e Hospital Regional Senador Cândido Ferraz (São Raimundo Nonato).

Na capital estão com leitos de UTI lotados o Hospital Getúlio Vargas, Hospital de Urgência de Teresina, Hospital de Polícia Militar Dirceu Arcoverde, Hospital Geral do Monte Castelo, Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella,Hospital São Paulo e Hospital de Terapia Intensiva (HTI).

Já os leitos clínicos dos hospitais Prontomed e São Marcos também estão 100% ocupados. 

VEJA AQUI O BOLETIM

 

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir