Cidadeverde.com
Geral

Contrato entre prefeitura e associação que administra orquestra será mantido até dezembro

Imprimir

O contrato entre a Prefeitura de Teresina e a Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina (AOST), entidade responsável por administrar a orquestra e outros projetos culturais,  deve ser mantido até o mês de dezembro. A informação foi confirmada pelo maestro Aurélio Melo, presidente da associação, que esteve reunido ontem (17) com o vice-prefeito e  secretário de Finanças, Robert Rios. 

Após o encontro, que também contou com a presença do secretário de Planejamento, João Henrique Sousa, ficou definido que uma transição deve ser discutida ao longo dos próximos meses. 

"Depois de ouvir toda essa proposta, ficou acertado que o contrato fica até dezembro, porque nós teríamos daqui até dezembro para alimentar, explicar, desenvolver essa ideia que a Prefeitura tem. Nós vamos participar. Eles deram a garantia que é bom. Então nós vamos discutir. O mais importante era a minha preocupação com o momento atual, a demissão dos músicos que aconteceria agora, nesse momento difícil, de pandemia. O contrato continua e nós temos até dezembro para reavaliar", explicou o maestro. 

Aurélio Melo também destacou que os demais projetos culturais, como Orquestra Sanfônica, Orquestra de Violões, e Banda 16 Agosto, também devem ter a continuidade garantida através da gestão da AOST. A Associação do Balé da Cidade também deve ser contemplada com o aumento do prazo para a transição. 

"Todos os projetos que estão dentro do projeto Orquestra Sinfônica vão continuar.Eu creio que a Associação dos Bailarinos também deverá ter o mesmo tratamento", destacou. 

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Na manhã desta terça-feira (18), a Prefeitura de Teresina também se manifestou confirmando a prorrogação dos contratos até o mês de dezembro. "Essa medida visa dar tempo para que o novo modelo de gestão seja amplamente debatido entre a prefeitura, classe artística e a população em geral sem pôr em risco o andamento dos projetos", informou a Prefeitura. 

Ainda de acordo com a gestão municipal, na nova proposta está a ampliação dos projetos culturais e ainda uma maior contratação de profissionais da área da cultura, dando mais oportunidades aos artistas da capital. Após debatido e finalizado, o projeto será encaminhado para votação na Câmara Municipal de Teresina, dando total transparência ao processo.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa reafirmou o seu compromisso com a cultura da capital e que a gestão está totalmente aberta para o diálogo. “O que estamos fazendo é uma gestão transparente, onde todos são ouvidos independente de questões partidárias”, afirma o prefeito Dr. Pessoa.
 
Atualmente a gestão municipal tem contratos na área da cultura com a Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina  e Associação dos Amigos do Balé da Cidade, juntas elas administram as orquestras municipais, Banda Escola, Balé da Cidades e diversos cursos realizados no Palácio da Música e nos teatros municipais.

Entenda a polêmica

Na semana passada, o  vice-prefeito de Teresina e secretário Municipal de Finanças, Robert Rios, informou que a prefeitura vai encerrar os contratos com a Associação do Balé da Cidade e a Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST).

O anúncio gerou reações entre músicos, bailarinos e outras pessoas ligadas ao setor cultural de Teresina. A possibilidade de demissão dos músicos e o fim dos projetos culturais chegou a ser levantada.

 


Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir