Cidadeverde.com
Geral

Delegado Geral diz que mortes violentas em Teresina podem ter ligações entre elas

Imprimir

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, disse, em entrevista à TV Cidade Verde, que não descarta a possibilidade das recentes mortes violentas registradas em Teresina terem ligações umas com as outras. Nas últimas semanas o número de homicídios aumentou na capital e a forma como os cadáveres são encontrados, geralmente em covas rasas, tem assustado a população e causado preocupação entre as autoridades de Segurança Pública. 

O delegado geral garante que os casos estão sendo investigados e serão esclarecidos em inquéritos “robustos e silenciosos”.

“Estamos fazendo trabalho integrado entre algumas unidades especializadas aqui na capital o que posso dizer é que Polícia Civil está investigando de forma silenciosa e nós vamos dar a resposta devida.  Estas mortes serão devidamente esclarecidas e os autores serão presos e nós vamos explicar a motivação. Realmente há uma tendência de que haja ligações de uns crimes com os outros”, declarou Luccy Keiko.

Foto:Roberta Aline/Cidadeverde.com

Para o delegado, é preciso que haja celeridade nos julgamentos dos acusados de crimes violentos. A morosidade do judiciário pode causar uma sensação de impunidade, o que pode provocar o aumento nos índices de criminalidade.  

“O crime só vai diminuir se o indivíduo for penalizado. A impunidade gera mais crime. Se o indivíduo não sofrer uma pena pelos reiterados crime que vem comentando, vai ficar aquela coisa sazonal”, disse o delegado geral.

NOMEAÇÕES

Luccy Keiko também adiantou que há possibilidade de que no próximo mês de junho 12 delegados, 34 agentes e 20 peritos remanescentes do Curso de Formação do último concurso da Polícia Civil, realizado em 218, sejam nomeados.

Além disso, a previsão é de que ainda neste ano sejam convocados 160 aprovados para um novo Curso de Formação.

Vale destacar que em janeiro deste ano o governo do Estado nomeou 96 novos policiais civis: 30 delegados,41 agentes e 25 peritos que passaram a compor os quadros da Polícia Civil do Piauí.

 


Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir