Cidadeverde.com
Esporte

Jardine prevê concorrência sadia na seleção olímpica durante preparação na Sérvia

Imprimir

A seleção brasileira olímpica já está realizado treinamentos em Novi Sad, na Sérvia, visando os amistosos contra Cabo Verde, neste sábado, e os anfitriões, na próxima terça-feira. 

Esta é a última etapa de preparação antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e o técnico André Jardine acredita ser o momento para os jogadores mostrarem o quanto estão em boa fase e prontos para a Olimpíada.

"O grande objetivo dessa convocação acaba sendo a observação in loco. Ter um contato com aqueles jogadores que, hoje, estão brigando por vaga. O fato de serem apenas 18 atletas dificulta essa luta entre eles. 

É uma disputa sadia e de altíssimo nível, não só dos que estão aqui, mas também de jogadores que não estão Mas eles têm essa oportunidade de nos mostrar o quanto eles querem ir às Olimpíadas, o quanto eles estão bem", comentou o treinador.

Com os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 bem próximos, Jardine precisa de seriedade para fechar a chamada oficial dos atletas.

Para ele, os anos de experiência nas categorias de base forneceram o conhecimento sobre a atual geração de jogadores com idade olímpica. Com isso, os jogos preparatórios ganham importância crucial para essa análise.

"É um trabalho gratificante que a gente vai cada vez mais conhecendo os atletas. Vamos percebendo que é fundamental ter esse conhecimento para poder ser assertivo. Saber como cada um sente a seleção, como se relacionam, o foco de cada um e o comprometimento", disse Jardine.

"Tudo isso nós vamos conhecendo mais e nos sentindo preparados para fazer essa lista das Olimpíadas. Uma lista bastante difícil, mas, eu, realmente, sinto que a nossa comissão está muito preparada. 

Por todo esse trabalho que foi feito e o acompanhamento de todos esses jogadores. Vai ser um prazer muito grande finalizar essa etapa em condições de ser bastante assertivo", finalizou o treinador.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir