Cidadeverde.com
Política

Déficit bilionário da Previdência do Piauí reduz para R$ 400 milhões com reforma

Imprimir

Foto: Arquivo/CidadeVerde.com

Presidente da Fundação Piauí Previdência (Piauí Prev), Ricardo Pontes, afirma que o estado conseguiu alcançar uma redução no déficit previdênciário. Segundo ele, a previsão é que o ano de 2021 fosse encerrado com um déficit de R$ 1.6 bilhão. Porém, após reforma realizada pelo estado, em 2019, o valor ficará em R$ 400 milhões neste ano. 

“Isso significa que no final de 2021, o Piauí terá muito mais recursos para poder investir em obras e serviços para a população. A reforma da previdência era necessária, visto que se não tivesse sido aprovada e implementada, iria chegar um ponto que praticamente os investimentos seriam paralisados no Piauí, pois não haveria recursos para tal. Além do risco de não ter recursos para manter a folha em dia”, destaca.

Antes da reforma previdenciária, o déficit era de R$ 80 milhões mensais, correspondendo a  R$ 960 milhões anuais. O Estado retirava de sua receita própria R$ 80 milhões/mês para cobrir o rombo. O governo afirma que com isso  reduzia a capacidade de investimentos em outras áreas como saúde. 

O déficit previdenciário foi reduzido para R$ 30 milhões/mês, o que significa que o Piauí agora tem R$ 50 milhões/mês disponíveis para investimentos. Em 12 meses, são R$ 600 milhões a mais aos cofres públicos.  Segundo estudos da Piauí Prev, o rombo dos cofres públicos do Piauí chegaria a R$ 2,09 bilhões anuais em 2030. Devido à reforma, será 40% menor naquele ano.

Lídia Brito
Com informações da CCOM

 

Imprimir