Cidadeverde.com
Política

Ninguém me pressiona, diz Margerete sobre ficar no governo

Imprimir

A deputada federal Margarete Coelho (Progressistas) afirmou nesta segunda-feira (7) que não recebe pressões para deixar a base do governador Wellington Dias (PT). A parlamentar mantém a indicação de sua irmã no cargo de secretária de Meio Ambiente, mesmo seu partido já tendo desembarcado do governo.

“Ninguém me pressiona. Wellington Dias é um amigo querido, um democrata. O senador Ciro também. Não me sinto pressionada por ninguém. A única pressão que eu recebo é da minha base para que eu trabalhe mais”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.

A deputada, na verdade, ainda acredita que PT e Progressistas possam aparar as arestas e se reaproximarem. 

“Nós temos um relacionamento excelente com o Partido dos Trabalhadores tanto em nível local como nacional. Em nível nacional temos grandes amigos. Eu gosto de conjugar o verbo esperançar”, declarou.

A deputada disse ainda que está onde o povo a colocou e que só discutirá 2022 em 2022.

“O arranjo atual foi feito pelo eleitor. 2022 a gente discute em 2022. Em 2021 os desafios são enormes. Vejo a dificuldade que o país está passando. Margarete está onde o povo colocou. Eu não tenho menor vocação para ser Cassandra, para ler o futuro. Política é um quadro que você analisa no momento”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir