Cidadeverde.com
Últimas

Microempresário é o quarto preso por assalto a caixa eletrônico em fábrica

Imprimir

Foto: divulgação Greco

Microempresário é o que aparece de camisa rosa, de acordo com o Greco

Um microempresário do ramo de venda e manutenção de celulares foi o quarto preso pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) na investigação sobre o estouro de caixa eletrônico em uma fábrica de bicicletas em Teresina. O crime ocorreu em fevereiro deste ano. Para invadir o local, os criminosos, propositalmente, colidiram o veículo no portão da empresa. 

O preso identificado como Carlos Educardo Pereira da Silva, conhecido como Cadu, foi preso nesta sexta-feira (11) em sua loja de celulares no bairro Santa Bárbara, na zona Leste de Teresina.

O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, explica que o cumprimento de mandados contra os outros três suspeitos se deu na prisão onde os investigados já se encontravam em decorrência de outros crimes. Eles foram identificados como Gregório Redusino da Cunha, vulgo Lorin, Marcelo Nunes de Oliveira, vulgo Coroa, e Edvan de França Ferreira.

O delegado Laércio Evangelista, presidente do inquérito policial, conta que o microempresário era o último suspeito a ser preso pelo crime na fábrica. 

"Além dos quatro mandados, o grupo criminoso era formado por outros quatro integrantes que faziam estouro de caixas eletrônicos, terminais de autoatendimento, mediante o uso de explosivos. Eles atuaram no ano passado até o início deste ano em crimes na fábrica de bicicletas, no supermercado, no TRE, na Caixa Econômica Federal, entre outros. Todos foram presos e estão à disposição da Justiça", disse o delegado que atribui oito roubos a caixas eletrônicos ao mesmo grupo criminoso.

O Greco disponibiliza o contato 86-99991-0455 para denúncias anônimas.


Graciane Sousa
gracianes[email protected]

Imprimir