Cidadeverde.com
Últimas

Cancelada, Caminhada da Fraternidade aconteceria neste domingo (13)

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Neste domingo, dia 13 de junho, aconteceria a festa da solidariedade promovida anualmente com a realização da Caminhada da Fraternidade. Em mais um ano, por conta das medidas de isolamento social em decorrência da pandemia, o tradicional percurso pelas avenidas de Teresina não acontecerá. Mas, segundo a coordenação do evento, uma programação está sendo preparada para o segundo semestre deste ano.

Com os passos embalados ao som da música “O que é, o que é”, de Gonzaguinha, a Caminhada promove através da boa vontade de milhares de pessoas, uma história iluminada pela Fraternidade ao longo de 26 anos. O amor ao próximo foi se fortalecendo ainda mais no coração dos piauienses e a Caminhada da Fraternidade abraçou várias causas, além dos serviços da Ação Social Arquidiocesana (ASA).

Em vídeo divulgado na manhã deste domingo nas redes sociais do evento com o mote “Caminhar é preciso. Ainda que de um jeito novo”, a mensagem direcionada aos “caminheiros”, destaca que: “Na atual realidade não é possível caminharmos juntos, mas é impossível nos separarmos para sempre. O sentimento da fraternidade pulsa vibrante”.

A coordenação, atenta e sensível à situação de pandemia, seguirá mais uma vez as orientações das autoridades de saúde e não realizará a Caminhada da Fraternidade de forma presencial. O evento, que continua vivo, segue motivado a descobrir novas formas de caminhar pela vida e pelo bem de quem mais precisa.

“Nós estamos planejando uma live muito bonita para o segundo semestre e contamos com a participação de todos. Enquanto tiver alguém caminhando para fazer algo bom em prol dos nossos irmãos que mais necessitam, a Caminhada da Fraternidade continua existindo. Os serviços da ASA, que também são mantidos com os recursos arrecadados anualmente, continuam prestando assistência e dependem de nós para isso. Por isso, vamos nos esforçar sempre mais para colaborarmos com tudo o que for necessário para que as pessoas necessitadas sejam assistidas”, enfatizou o coordenador, padre Isaías Pereira.

Da Redação
[email protected]

Imprimir