Cidadeverde.com
Entretenimento

Escritor piauiense Ítalo Damasceno lança segundo livro: o Segredo de Amarilis Antúrio

Imprimir
Foto: Yuri Ribeiro/Divulgação/Ascom
 
 
 
Sai o segundo livro da série “O Falso Francês” do escritor Ítalo Damasceno. Com o título “O Segredo de Amarilis Antúrio”, o leitor acompanha mais uma vez as aventuras de João Manuel, escritor de folhetins no Brasil do século XIX, numa trama que é uma verdadeira metáfora da identidade do povo brasileiro. O lançamento da nova aventura aconteceu dia 15 de junho.
 

A produção desse novo livro é resultado da Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc, do Governo Federal junto com a Prefeitura Municipal de Teresina, através da Fundação Cultural Monsenhor Chaves. O edital foi lançado durante a pandemia em 2020 como forma de incentivo à cultura local e auxiliando artistas de diferentes segmentos durante esse período em que ações culturais estão seguindo de forma restrita.

Quem teve a oportunidade de se aventurar nas páginas do primeiro livro, a novela “O Falso Francês” lançado em 2020 por Ítalo Damasceno, poderá agora dar continuidade à leitura dos folhetins do personagem João Manuel. No ano de 1852, agora vivendo na cidade do Rio de Janeiro - capital do império brasileiro -, ele quer revolucionar escrevendo uma história que se passe no Brasil. No entanto, encontra a resistência do seu editor, Dantas Lima, e do experiente folhetinista e seu arqui-inimigo Castelbianco, um piauiense nascido em Oeiras e que odeia o Conselheiro Saraiva por ter transferido a capital para Teresina. 

Ao tentar resolver o problema geográfico da sua nova história, o folhetinista conhece Fabrícia Marret, uma bela atriz que possui uma característica especial que irá inspirar João a escrever seu novo folhetim “O Segredo de Amarilis Antúrio” e, como sempre, se envolver em inúmeras situações. O enredo do livro passa por entre personagens reais e fictícios ao mesmo tempo que discutem a recém independência do Brasil, que em 2022 completa exatos 200 anos. “O Segredo de Amarilis Antúrio” sai em dois formatos a partir do dia 15 junho: em e-book (disponível na Amazon) e na forma física (à venda com o próprio autor e em lojas).

“O público pedia uma continuação de ‘O Falso Francês’ e eu me dei liberdade para fazê-lo, caso uma ideia viesse. Veio não a ideia de um novo livro, mas de uma série inteira em que cada livro a gente acompanha João escrevendo uma história típica de folhetim/telenovela. É uma maneira também de eu experimentar diferentes estilos”, diz o autor.
 
“O Segredo” ainda conta com detalhes que o fazem um  livro super especial. Em primeiro lugar, a capa com o quadro pintado pela artista piauiense Baiá, feito especialmente para o livro e o prefácio feito pelo novelista Aguinaldo Silva, escritor que assinou sucessos como Roque Santeiro, Vale Tudo, Tieta, Senhora do Destino e Império.
 
Ação Social
 
Assim como foi feito em “O Falso Francês”, parte do valor do preço de venda será destinado a uma instituição. Desta vez será para o Projeto RenovARTE, que arrecada alimentos para artistas piauienses (artesãos, artistas de circo, atores, músicos). Uma das populações mais afetadas com a crise sanitária e que serão os últimos a voltarem às atividades normais.
 
Repercussão
 
Antes do lançamento de “O Segredo”, o primeiro livro “O Falso Francês” acabou ganhando uma boa repercussão e passou para outros formatos. Lançado primeiramente no formato e-book, chegou a ficar entre os cem mais baixados da plataforma Amazon e ganhou a versão física em janeiro deste ano.
 
A novidade agora é que ele foi traduzido para o inglês, com o título Not Quite French, e também em audiolivro, disponível nas plataformas de audiolivro a partir do dia primeiro de julho. “Ao disponibilizar a versão em audiolivro tivemos a iniciativa de expandir o alcance da literatura brasileira e piauiense, além da inclusão”, conta o autor Italo Damasceno.

O Autor
 
ÍTALO DAMASCENO tem 37 anos e nasceu em Teresina, Piauí. Formado em Direito, em 2015 começou seus estudos em escrita criativa e roteiro para audiovisual. No ano seguinte foi selecionado para participar da Master Class de Aguinaldo Silva. Ítalo tem contos publicados em coletâneas, já fez roteiro para quadrinho, do curta Hortelã e da podsérie Saída de Emergência. Escreveu por quatro anos a coluna Vozes LGBT no portal Metrópoles.
 

 

Da Redação
[email protected] 
Imprimir