Cidadeverde.com
Política

PSDB quer candidatura única em 2022 e não descarta lançar nome

Imprimir

O PSDB no Piauí vai avaliar a possibilidade de lançar um nome para concorrer ao governo do estado em 2022. O partido deve seguir uma orientação da executiva nacional, que definiu por prévias para disputar o Palácio do Planalto. A ideia é dar palanque nos estados para o pré-candidato a presidente da República.

“Há um estimulo, um desejo que o partido tenha candidato a governador em todos os estados. O PSDB aqui no Piauí tem essa tradição de protagonismo nas eleições estaduais. Nas últimas 5 só não tivemos candidatos em uma delas. Esse é o desejo da executiva nacional. É claro que ninguém é candidato de si próprio”, disse o presidente estadual da sigla, Luciano Nunes em entrevista à TV Cidade Verde.

Segundo ele, a oposição do Piauí deve se unir em torno de um único nome em 2022. “O partido tem grandes nomes. É preciso ouvir os aliados como os Progressistas. O PSDB vai trabalhar para ter um candidato, mas essa construção é coletiva e vai passar pelos aliados que fazem oposição ao governo do estado. O melhor caminho é de união e uma candidatura única já no primeiro turno. Tudo isso será discutido”, declarou.

Presidência da República

Luciano Nunes participou de reunião com executiva nacional do PSDB onde ficou definida a realização de prévias para disputa das eleições presidenciais.

“O PSDB definiu e encaminhou por unanimidade a realização de prévias partidárias para escolher o pré-candidato do partido à presidência da República. As inscrições serão abertas em setembro e em outubro nós teremos a fase de debate. Os pré-candidatos inscritos irão percorrer o país levando as suas ideias, e em novembro teremos a realização das prévias. O momento hoje é de muito radicalismo. O partido defende ser um ponto de equilíbrio”, finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Tags: PSDB
Imprimir