Cidadeverde.com
Geral

Advogados e defensores retornam atendimento presencial em presídios

Imprimir

Advogados e defensores públicos poderão retornar atendimento presencial aos detentos das unidades penais do Piauí, após mais de 15 meses, devido a pandemia. Desde então, a maioria dos contatos era virtuais e somente presos com audiências marcadas eram liberados. 

De acordo com a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus), os atendimentos virtuais vão continuar, sendo dez por dia, o atendimento presencial será liberado nos presídios para detentos com audiências marcadas e diariamente, nos dois turnos, quatro defensores e quatro advogados poderão entrar nos presídios. 

A Sejus destaca que a restrição foi necessária como medida preventiva à pandemia por coronavírus que, à época, tinha números preocupantes de contágios, internações e óbitos. 

“Com a população piauiense sendo vacinada gradualmente, e a consequente diminuição nos números de casos, internações e óbitos por Covid, o secretário de Justiça, Carlos Edilson, assinou, no último dia 12 de julho, portaria autorizando o retorno aos atendimentos”, declarou a Sejus.

Os profissionais que terão acesso às unidades, tanto a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, quanto a Defensoria Pública do Estado deverão encaminhar, para a Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária (DUAP), uma lista de quem terá o acesso ao presídio, bem como com os nomes dos internos que serão atendidos. 

Medidas de prevenção ao contágio pela Covid-19 ainda continuam sendo aplicadas, como o uso de máscara e o distanciamento social. 

“Caso a queda no número de casos, contágios, internações e óbitos se mantenha no Piauí, a direção da Sejus já planeja, para muito em breve, autorizar o retorno dos atendimentos presenciais de advogados e defensores públicos com internos, de forma ilimitada”, finaliza a nota da Sejus.

 

Da Redação
[email protected]

 

Imprimir