Cidadeverde.com
Política

No Twitter, Ciro Nogueira diz contar com apoio do presidente da Câmara

Imprimir

Marcos Corrêa/PR


O anunciado novo ministro da Casa Civil, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), se disse "muito feliz" em fazer parte do ministério do presidente Jair Bolsonaro e aproveitou para pedir o apoio do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), seu colega de partido. "Tenho certeza de que contaremos com o apoio de Lira", declarou Nogueira no Twitter.

"Muito feliz em fazer parte desse grande time de ministros, trabalhando unidos, sob a liderança do PR @jairbolsonaro, pelos brasileiros. Tenho certeza também de que contaremos com o apoio do meu querido amigo @ArthurLira_, presidente da Câmara dos Deputados, nessa honrosa missão", escreveu.

A informação de que havia aceitado o convite para comandar a Casa Civil foi dada por Nogueira mais cedo após reunião entre ele e o presidente da República no Palácio do Planalto.

No anúncio, também feito pelo Twitter, o senador pediu a "proteção de Deus para cumprir esse desafio", "com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita".

Presidente do Senado cumprimenta Ciro

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), cumprimentou publicamente o senador Ciro Nogueira (PP-PI) pelo convite para assumir a Casa Civil e desejou "boa sorte" ao parlamentar no cargo. Nogueira confirmou nesta terça-feira, 27, a ida para o ministério após reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

"Cumprimento o meu colega senador Ciro Nogueira pela assunção ao cargo de ministro da Casa Civil, a quem desejo boa sorte e um trabalho profícuo na importante missão de contribuir com o país", escreveu Pacheco no Twitter. O presidente do Senado desejou sucesso aos ministros Onyx Lorenzoni e Luiz Eduardo Ramos, alvos da reforma ministerial de Bolsonaro. Onyx vai assumir a pasta do Trabalho e Ramos chefiará a Secretaria-Geral da Presidência.

Mais cedo, ao anunciar sua ida para a Casa Civil, Ciro Nogueira foi às redes sociais para reforçar o caráter de articulação política do novo cargo, mencionando inclusive parceria com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do mesmo partido. Nogueira, no entanto, não fez menção a Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que tem feito críticas a Bolsonaro e se colocado como opção para as eleições presidenciais.

 


Fonte: Estadão Conteúdo

 

Imprimir