Cidadeverde.com
Política

Ministro Queiroga ameaça cancelar aquisição da Sputnik V e governador reage

Imprimir

Fotos: Walterson Rosa/MS


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quinta-feira (29) que o acordo para a compra de 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V deve ser cancelado.

Os governadores do Nordeste assinaram acordo para aquisição de 37 milhões de doses. 

A declaração do ministro jogou um balde de água nos planos dos governadores. Wellington Dias (PT), que está em Recife para reunião com a embaixada da França reagiu as informações de hoje à tarde.

“Temos a variante Delta como forte ameaça, cerca de 16% a 17% da população vacinada com segunda dose, ainda longe de completar a vacinação. Por essa razão não faz sentido a vacina que pesquisas recentes revelam como a melhor vacina para controlar a variante Delta enfrente esses obstáculos no Brasil”, disse Wellington Dias. 

O ministro Queiroga alega que a vacina ainda não recebeu o registro emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Brasil, no momento, não tem mais necessidade de compra nem da vacina indiana Covaxin nem da Sputnik, já que há previsão de chegada de imunizantes suficientes de outros laboratórios que já contam com autorização da Agência.

Segundo o ministro, isso pode ser alterado caso a vacina russa obtenha autorização de uso definitivo ou emergencal pela Anvisa no futuro.


Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir