Cidadeverde.com
Política

Presidente da CPI diz que Strans não tem controle sobre informações das empresas

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente da CPI do Transportes, vereador Dudu, denuncia que a Strans não tem controle sobre informações que hoje ficam sob a responsabilidade do Setut. Segundo ele, técnico da Strans denuncia que o Setut teria o poder de fazer alterações em informações sem que o Poder Público tenha conhecimento. 
Dudu diz que o sistema de transporte público da capital é uma “caixa de pandora”. 

"A informação que chega do ônibus na empresa só  chega na mão do Poder Público três dias depois. O Setut pode manipular e modificação informações a qualquer mês ou dia sem o controle Público. Isso quem disse foi técnico da Strans. Se tiver uma informação de um mês e houver alguma modificação, o Poder Público não tem controle. Isso porque o Setut controla. Vou visitar outras secretarias como a Semcaspi. O Setut é quem controla o passe livre dos idosos. Se tiver necessidade de outras oitivas vamos fazer”, disse.

O vereador visitou a Strans em busca de informações com relação a multas que foram aplicadas devido a descumprimento do contrato da licitação por parte das empresas. 

“Acredito que teremos muita movimentação na próxima semana. Já estamos avançando nas análises bancarias. Ontem estive fazendo uma visita técnica na Strans. Cada vez que mexemos nessa caixa de pandora do transporte público ficamos mais assustados. Para se ter uma noção, o camalhaço de multa que tem de 2015 a 2018 aplicadas, quer dizer que temos muito dinheiro aplicado em multas que nunca foram devolvido.  Multas em relação a execução da licitação do transporte. Existe uma coisa chamada transação tributária. Nunca foi feito esse ajuste de contas. Um trabalhador que não paga uma multa, perde a moto", disse.

 Relatório é impasse
Um ponto de impasse na CPI é a apresentação do relatório final. Cabe ao relator, vereador Enzo Samuel, fazer o relatório. Mas o presidente diz que também está fazendo um relatório.

A posição de Dudu causa um mal-estar entre os dois.  “O relatório está em curso e creio que o vereador Enzo faz o dele. Todos preparamos nossos relatórios para condensar com o dele. O relatório vai ser o aprovado pela comissão. Se houver questionamentos na comissão, posso convocar os relatórios para o plenário. Não quero acreditar que precise. Espero que não tenha divergência. Mas se qualquer dos cincos vereadores tiver um relatório, vamos discutir com ele se for sanado vai para votação”, destaca.

 

Lídia Brito
[email protected]

 

Imprimir