Cidadeverde.com
Geral

Superintendente diz que turismo no Piauí volta e supera marca antes da pandemia

Imprimir

A pandemia ainda não passou, mas o setor de turismo começa a respirar novamente. No Piauí, por exemplo, hoteis estão lotados no litoral desde o mês de julho com previsão de permanecer da mesma forma em agosto. Com a falta de vagas em hotéis, agências de viagens já estão perdendo vendas para a mais badalada praia do estado, a de Barra Grande, localizada em Cajueiro da Praia.

"Em Barra Grande, julho e agosto você não tem lugar para se hospedar. Simplesmente lotado. As agências estão perdendo venda por falta de onde hospedar. Chegamos a esse nível", disse a superintendente de Turismo, Carina Câmara, em entrevista à TV Cidade Verde.

Segundo Carina Câmara, a situação chega a ser melhor do que o movimento registrado antes da pandemia. "Pegando como base o litoral, hoje um dos roteiros mais vendidos que nós temos é a Rota das Emoções, que contempla o litoral do Piauí. Ele está melhor do que antes da pandemia", destaca, ressaltando que o setor foi um dos mais afetados na pandemia.

"O turismo foi um dos setores mais afetados. Tivemos problemas seríssimos, mas a graças a Deus a retomada veio melhor do que a gente estava esperando", declarou.

Crescimento e protocolos sanitários

Além do crescimento no setor, a Setur comemora também o cumprimento das regras sanitárias pelos municípios, proporcionando uma viagem mais segura aos turistas.

"Isso pra gente é muito gratificante vindo da situação que a gente estava vivendo. O mais interessante de tudo é que nós estamos conseguindo fazer esse aumento mantendo a segurança sanitária, seguindo os protocolos. Os hoteis estão seguindo, as prefeituras estão fazendo um controle rígido. Está muito bacana", destaca.

A vacinação contra a covid-10 é apontada como um dos fatores para tirar o turista de casa. "Começou o fluxo com a melhor idade. Foram os primeiros vacinados. Tivemos muita venda. Estão adequando a viagem com a vacina", afirma.

Foto: Yala Sena

O fechamento de aeroportos, derrubando o turismo internacional de brasileiros, contribuiu para o aumento no setor dentro do país.

"Para nós está sendo bom ficar fechado. Com o fechamento dos aeroportos, o turisma daqui começou a conhecer o próprio país. O turismo internacional está 10% do que era. O restante é todo nacional", finalizou.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir