Cidadeverde.com
Política

Dr. Pessoa culpa Ministério da Saúde por vacinação lenta e diz que comprará Coronavac

Imprimir

No aniversário de 169 anos de Teresina e, em meio a uma pandemia, um dos “presentes” que o teresinense mais pede é o avanço na vacinação contra a Covid-19. Enquanto a maioria das capitais do Nordeste reduziu a faixa etária para 20, por exemplo, a capital do Piauí ainda vacina pessoas com 32 anos. 

 O prefeito Dr. Pessoa, durante a inauguração do Centro de Valorização de Pessoas em Situação de Rua, reconheceu  o atraso e disse que a culpa é do Ministério da Saúde, que, segundo o Chefe do Executivo Municipal, envia doses insuficientes para a capital.

Foto:Roberta Aline/Cidadeverde.com

A Fundação Municipal de Saúde já enviou dois ofícios para a pasta federal solicitando vacinas extras. De acordo com a FMS, para avançar na vacinação segundo  a estimativa populacional, seria necessário receber 40 mil doses de imunizantes semanalmente.

“Eu já mandei ofício para o ministro [da Saúde] me queixando dessa diferenciação. Por que algumas capitais do Nordeste e do Brasil avançam mais na vacinação e aqui não? Já foram dois expedientes  que eu mandei para lá”, disse o prefeito Dr. Pessoa ao Cidadeverde.com. 

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, confirmou que até a tarde desta segunda-feira o Ministério da Saúde não se manifestou sobre o pedido feito pela prefeitura de Teresina.

Diante do atraso, o prefeito Dr. Pessoa garante que vai comprar doses da vacina Coronavac em conjunto com o governo do Estado diretamente com o Instituto Butantan.
  
“Conversamos hoje com o governador sobre Coronavac e vamos em conjunto comprar vacina para avançar na proteção de Deus e na proteção do povo teresinense”, afirmou.  

Dr. Pessoa não informou a quantidade de doses que devem ser adquiridas por Teresina. Segundo o governador Wellington Dias, a previsão é de que as vacinas cheguem ao Piauí em setembro.

 

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir