Cidadeverde.com
Geral

Meteoro explode sobre o Piauí e pedaços podem ter chegado ao solo na região de Valença

Imprimir

Moradores de vários estados do Nordeste, dentre eles o Piauí, visualizaram a passagem de um meteoro na noite do último sábado (28). Em algumas cidades foi possivel registrar um clarão no céu. O fenômeno foi flagrado por câmeras do site Clima Ao Vivo em várias cidades da região (vídeo no final da matéria). 

Em Teresina, o circuito de câmeras de uma casa localizada no bairro Lourival Parente, na zona Sul, também flagrou o momento em que o meteoro passava, às 18h54. O autônomo Armando Ceres estava com a esposa no terraço de casa quando presenciou o fenômeno. (Veja vídeo acima).

"Eu vi na hora que aconteceu. Depois fui puxar as imagens nas câmeras e tinha gravado. Minha mulher falou em estrela, meteoro, alguma coisa caindo", relatou.

Segundo a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros, a Bramon, o meteoro era do tipo bólido, com características luminosas e que geralmente termina de forma explosiva. Existe a possibilidade que fragmentos tenham chegado ao solo na região próxima à Valença do Piauí. 

"Ele ocorre quando um fragmento de rocha espacial, também chamado de meteoroide, atinge a atmosfera da Terra em alta velocidade, causando o aquecimento dos gases atmosféricos, o que gera o fenômeno luminoso. Dependendo do tamanho do meteoroide e de outros fatores físicos, além de brilhar intensamente, ele pode atingir as camadas mais baixas e densas da atmosfera, onde a resistência do ar acaba provocando a fragmentação da rocha e gerando uma onda de choque, que pode ser sentida em solo como um barulho de explosão", informou a Bramon.

De acordo com a Bramon, o meteoroide atingiu a atmosfera da Terra em um ângulo de 35,3°, em relação ao solo, e começou a brilhar a 67,3 km de altitude sobre a Zona Rural de Pimenteiras, no Piauí. Seguiu a 60,2 mil km/h, percorrendo 74,7 km em 4,5 segundos, e desapareceu a 24,1 km de altitude, sobre o município de Lagoa do Sítio, também no Piauí.

"A BRAMON está trabalhando nos cálculos da massa do meteoroide e na determinação da área de dispersão dos possíveis meteoritos", informou.

Veja imagens de outras cidades do Nordeste

Hérlon Moraes
[email protected]

Tags: meteoro
Imprimir