Cidadeverde.com
Geral

Setut e Prefeitura se reúnem e prefeito quer comandar a bilhetagem da frota de ônibus

Imprimir


Após oito meses em crise no transporte público, a prefeitura de Teresina busca um acordo com os empresários de ônibus da capital.

A primeira reunião - após conclusão do relatório da CPI do Transporte - ocorreu ontem (1º) no Palácio da Cidade. Participaram o presidente do Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina), Edmilson Carvalho, o vice Marcelino Lopes, o secretário Municipal de Planejamento João Henrique Sousa, que é o porta voz para as negociações.

João Henrique Sousa informou que existem pontos ainda em aberto e que os empresários precisam enviar documentos solicitados pela prefeitura.

Uma proposta da prefeitura é comandar a bilhetagem eletrônica na frota de ônibus.

“A Prefeitura não abre mão de comandar o sistema de transporte”, disse João Henrique.

Ainda não existe uma proposta pronta. Haverá nova reunião na próxima semana. Um ponto de consenso é a gratuidade. A Prefeitura garante arcar com a gratuidade dos estudantes de escolas públicas e o governo do estado vai custear a passagem dos alunos de escolas estaduais e policiais. 

A CPI recomendou a rescisão de contrato com os empresários, mas a prefeitura buscará o diálogo. Se não houver consenso, o município irá municipalizar 51% do sistema de ônibus.  

O vice-presidente do Setut, Marcelino Lopes, afirmou que houve avanços na reunião, mas que não discutiram a municipalização do serviço e que a proposta é de “voltar o sistema como era”.

Marcelino Lopes também não deu mais detalhes sobre a proposta dos empresários e garantiu que estão dispostos a encontrarem uma solução. Com a pandemia, a frota de ônibus funciona somente 40%. 

 

 

Flash Yala Sena
[email protected] 

Imprimir