Cidadeverde.com
Últimas

Prefeitura define proposta e avisa que não abre mão de controlar bilhetagem dos ônibus

Imprimir

Foto: Roberta Aline

A Prefeitura de Teresina formata uma proposta em que pretende controlar o sistema de transporte público que vive uma crise de mais de um ano.

Na segunda-feira (6) ocorreu uma reunião entre o prefeito Dr. Pessoa (MDB) e o secretário Municipal de Planejamento, João Henrique Sousa, que é o porta voz nas negociações com os empresários de ônibus. Participaram do encontro o superintendente da Strans, major Cláudio Pessoa e o procurador do município.

O secretário de Finanças e vice-prefeito, Robert Rios, faz mistério sobre a proposta que será apresentada aos empresários, mas adiantou um item. “A prefeitura não abre não da bilhetagem eletrônica, mas o prefeito é que irá anunciar a decisão”, disse Robert Rios.

A bilhetagem é um gargalo no sistema, o que foi detectado  na CPI do Transporte.

A Prefeitura quer os ônibus circulando na cidade e defende um controle maior das escalas. Para se ter uma ideia, a Strans, no atual modelo, recebe informações 72 horas, ou seja três dias depois, sobre a quantidade de ônibus na rua.

O vereador Edilberto Borges, o Dudu, que presidiu a CPI do Transporte, só controlar a bilhetagem eletrônica não resolve a crise. 
“A Prefeitura precisa ter um controle maior e ter fiscalização. Entregamos um relatório com uma investigação séria, técnica e que ajuda a resolver a atual crise”, disse Dudu Borges.

Sobre a gratuidade, a prefeitura dialoga com o governo do estado sobre o subsídio para a passagem dos estudantes e policiais. 

 

Flash Yala Sena
[email protected] 

Imprimir