Cidadeverde.com
Últimas

Em Teresina, mais de 800 pessoas foram vacinadas com lote suspenso da Coronavac

Imprimir

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) anunciou nesta quinta-feira (16), que 867 teresinenses foram vacinados com doses de um lote da vacina Coronavac suspenso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. O lote em questão é o L202106038.

As doses, segundo nota de esclarecimento publicada no site da FMS, foram aplicadas entre os dias 30.07 e 01.09. No dia 04 de setembro, o Ministério da Saúde determinou a interdição cautelar de 25 lotes, dentre eles o L202106038.

Segundo a Anvisa, a agência foi comunicada pelo Instituto Butantan que o parceiro Sinovac, fabricante da vacina CoronaVac, enviou para o Brasil 25 lotes na apresentação frasco-ampola (monodose e duas doses), totalizando 12.113.934 doses. A unidade fabril responsável pelo envase não foi inspecionada e não foi aprovada pela Anvisa na Autorização de Uso Emergencial da referida vacina. 

De acordo com a FMS, as pessoas vacinadas com esse lote devem concluir os seus esquemas vacinais, de acordo com a data registrada no cartão de vacina. O imunizante deve ser o mesmo administrado na 1ª dose, no caso a Coronavac.

Lote 202107101H não foi usado

Outro lote suspenso e que chegou ao Piauí foi o 202107101H. Foram encaminhadas ao estado 23.840 doses da Coronavac, sendo 11.920 doses apenas para Teresina. Ninguém chegou a receber a vacina.

“As vacinas deste lote não foram utilizadas e permaneceram retidas na rede de frio, tendo sido devolvidas a Sesapi”, informou a FMS.

O restante das vacinas ficou no estoque da Sesapi e também não chegaram a ser administradas.

A FMS disse que aguarda atualizações no processo de análise dos lotes pela ANVISA, conforme Nota Informativa Nº 187/2021- CGPNI/DEIDT/SVS/MS e qualquer outra orientação destinada aos vacinados com esse lote serão amplamente divulgadas na mídia e tomadas as medidas cabíveis.

Veja nota na íntegra:

A Fundação Municipal de Saúde de Teresina, por meio da Coordenação de Imunização da Campanha de Vacinação contra COVID-19, informa que foram administradas 867 doses da vacina CORONAVAC (L202106038) entre as datas 30.07 e 01.09.2021 e que posterior ao uso foi publicado em 04.09.2021, pelo Ministério da Saúde, Oficio circular Nº 31/021/SECOVID/GAB/SECOVID/MS que determinou a interdição cautelar proibindo o seguimento da distribuição e utilização desse lote de imunizantes, que envasados em um local de fabricação ainda não autorizados pela ANVISA, tão logo publicado esse ofício pelo Ministério da Saúde o referido lote, foi removido dos locais de vacinação geridos pela FMS e nenhuma dose foi administrada após a suspensão. 

As pessoas vacinadas com esse lote devem concluir os seus esquemas vacinais, na data aprazada em seus cartões de vacina com o imunizante do mesmo laboratório com os lotes liberados pela ANVISA e disponibilizados nos pontos de vacinação.

O mesmo ofício faz referência ao lote 202107101H do qual a FMS recebeu 11.920 doses, as vacinas deste lote não foram utilizadas e permaneceram retidas na rede de frio, tendo sido devolvidas a SESAPI.

Esclarecemos que o Instituto BUTANTAN noticiou em seu site que alertou a ANVISA por “extrema precaução” tendo atestado a qualidade das doses que foram suspensas e que o próprio instituto garante que o imunizante é seguro para a população.

A FMS aguarda atualizações no processo de análise dos lotes pela ANVISA, conforme Nota Informativa Nº 187/2021- CGPNI/DEIDT/SVS/MS e qualquer outra orientação destinada aos vacinados com esse lote serão amplamente divulgadas na mídia e tomadas as medidas cabíveis.

A FMS tem seguido todas as NOTAS TÉCNICAS, medidas cautelares e orientações do Ministério da Saúde na execução da Campanha de Imunização contra a COVID-19.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir