Cidadeverde.com
Vida Saudável

Diagnóstico na fase inicial do câncer de pulmão é fundamental para a cura

Imprimir

Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

 

A descoberta de um câncer certamente é um momento difícil para o paciente e, também, para familiares. Entretanto, é preciso saber que existe tanto tratamento quanto cura. Quando o caso é no pulmão, porém, muitos casos costumam ser identificados em estágios mais avançados, o que dificulta o processo de recuperação. 

Para aumentar as chances, o ideal é que o problema seja diagnosticado ainda não fase inicial. Dessa forma, a visita ao pneumologista deve ser incluída na lista das consultas de rotina. 

Orientações

Principalmente para os fumantes, o ideal é ir ao médico com frequência após os 40 anos. O mesmo procedimento é indicado para quem abandonou o vício há pouco tempo. Isso porque doenças relacionadas ao tabagismo ainda podem se manifestar.

Por conta de suas características, o câncer de pulmão exige pode atingir diferentes partes do órgão e, por isso, exigir certas particularidades no tratamento.

A tosse costuma ser uma característica de um câncer central, por exemplo. Já a dor toráxica se manifesta no caso do problema periférico. Por isso, é muito importante sempre consultar um médico especializado para a avaliação correta. Além disso, mantenha hábitos saudável para preservar a saúde. 

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir