Cidadeverde.com
Geral

“Não esperava que seria com ele”, lamenta pai de comerciário morto na zona norte

Imprimir

Os familiares e vizinhos de Cândido Constâncio Filho, funcionário de um comércio morto após ser atingido por um disparo de arma de fogo durante uma perseguição policial, relataram comoção e revolta com a morte. O caso aconteceu na última terça-feira (28), na Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina, quando a vítima foi baleada na cabeça no momento em que estava na porta do seu local de trabalho.

O pai da vítima, Cândido Constâncio de Sousa, explicou que chegou a escutar os tiros e voltar em direção ao comércio. Ele contou ainda que não esperava que o filho tivesse sido atingido.  “Eu escutei os tiros, tanto que eu voltei e cheguei até a esquina e vi muita gente aqui no comércio que ele trabalhava, mas também não esperava que seria com ele”, desabafa o pai da vítima.

Além dos familiares, vizinhos do comerciário também relataram os momentos que antecederam a morte de Cândido Filho. A dona de casa Jessiany Sousa explicou que estava com o filho no local onde ele foi atingido pelo disparo.

“Antes de acontecer eu estava no local que ele foi morto, passei para o outro lado e ele veio para o lugar que eu estava, sendo que eu estava com meu filho. Ai no caso, se não pegasse nele e pagasse em uma das crianças?” rebateu Jessiany Sousa.

Policiais presos

Os policiais que participaram da ocorrência foram presos preventivamente após se apresentarem na Corregedoria da Polícia Militar nessa quinta-feira (30). Em nota, a PM informou que foi instaurado inquérito e que aguarda a realização da audiência de Custódia que deve ser realizada em até 24 horas.

A Polícia Civil também confirmou a abertura de um inquérito para apurar o caso e a solicitação de um exame de microcomparação balística para esclarecer se o projétil extraído do corpo de Cândido Filho saiu do armamento utilizado pelos policiais.

 

 

 

Rebeca Lima
[email protected] 

 

Imprimir