Cidadeverde.com
Política

Ciro Nogueira avalia que parte da base governista migrará para a oposição

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Os líderes do Progressistas estão confiantes de que os deputados filiados ao partido vão seguir a oposição. Nesta sexta-feira (08), o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o presidente estadual da sigla, Júlio Arcoverde, falaram com a imprensa e a resposta foi a mesma: “a legenda não terá baixas no próximo ano” 

Ciro Nogueira, que esteve no Piauí entregando equipamentos hospitalares junto ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, previu que parte do grupo que hoje está ao lado do governador Wellington Dias (PT) migrará para oposição. O ministro frisou que tem repetido esse discurso e que, até o momento, ninguém disse o contrário. 

“Eu sempre disse isso e até agora ninguém desmentiu. Pode ter certeza que não apenas o Progressista, mas boa parte da base do governador estará ao nosso lado próximo ano”, pontuou. 

Júlio Arcoverde pontuou que cada parlamentar terá o próprio tempo para firmar a posição definitiva se ficará na base ou oposição. Os líderes pepeistas frisaram não ter feito cobranças quanto a este tema. 

“Se confiaram muito no prefeito Joel e eu dizia... tudo no seu tempo. Aconteceu o tempo do Joel, vai acontecer o da Margarete, o do Hélio e de outros deputados que estão na base”, avaliou. 

O rompimento do deputado Wilson Brandão (Progressistas) com o governador também já é dado como certo pela oposição. Após o cenário que se formou durante a eleição do Tribunal de Contas do Estado (TCE), no qual o parlamentar disputou e perdeu para Flora Izabel (PT), a avaliação é de que Brandão teria sentindo-se preterido por Wellington Dias. 

Nas contas da oposição dentre os deputados estaduais e federais do Progressistas, apenas Firmino Paulo deve manter-se na base governista.

 

 

Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir