Cidadeverde.com
Geral

Transporte retorna na segunda-feira com 200 ônibus e sem gratuidade para estudantes

Imprimir
Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde 

 
O gerente de Planejamento da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Felipe Leal, garantiu que 200 ônibus retornarão a circular em Teresina a partir de segunda-feira (11). A quantidade foi definida após uma reunião entre membros da Prefeitura e empresários do setor de transporte, realizada na sexta-feira (08). 
 
O número representa um incremento de 40% na frota anterior, que somava apenas 140 veículos. Felipe Leal destacou que a principal mudança percebida pelo usuário será a de que voltarão à ativa as empresas que, anteriormente, interromperam o serviço por falta de estrutura.  
 
“O usuários pode ir para a parada que vai passar o ônibus”, garantiu.
 
No novo formato cada consócio que atende diferentes regiões em Teresina ficará com as seguintes quantidades de ônibus: 
 
  • Consórcio Teresina: 47 veículos  
  • Consórcio Poti: 42 veículos  
  • Consórcio Urbanus: 47 veículos  
  • Transcol: 64
Retomada gradativa
 
Felipe Leal adiantou que essa quantidade de carros deverá aumentar gradativamente. Segundo ele, na medida em que a demanda aumentar, novos veículos serão inseridos. Essa avaliação será feita semanalmente por meio de reuniões entre a comissão formada pelo poder municipal e os empresários ligados aos consócios.
 
De acordo com o gerente, o serviço na capital atende hoje pelo menos 55 mil passageiros diariamente. Esse grupo, no entanto, já foi muito maior e recebia até 245 mil pessoas por dia. A redução se deu após a perda de confiança do usuário. Devido à crise que se instalou por pelo menos um ano, muitos encontraram outros meios para se locomover, como os aplicativos de transporte, táxis ou ligeirinhos. 
 
“Ficou acertado que vamos fazer a triagem semanalmente para fazer o balanço da semana anterior para saber se a demanda voltou. Então, serão colocados novos ônibus assim que forem surgindo também os passageiros”, explicou. 
 
Gratuidade para estudantes 
 
A gratuidade total da passagem de ônibus para os estudantes da rede pública ainda segue em diálogo entre prefeitura e governo para que se chegue a um consenso. Em uma primeira etapa, apenas os estudantes do ensino básico serão contemplado.
 
A proposta é que cada ente público arque com o valor de R$ 500 mil para bancar os subsídio as empresas. Porém, ainda não existe uma previsão para que isso se concretize, confirmou Rafael Leal.
 
Dessa forma, na segunda-feira (11) os alunos continuarão pagando a meia passagem no preço de R$1,35. Já a gratuidade para as demais categorias, como idosos e policiais militares, ficou mantida. 
 
“Por enquanto continua como está. O nosso prefeito Dr. Pessoa está em tratativa para garantir junto com o governo do estado que os alunos tenham essa gratuidade total”, frisou. 
 
Bilhetagem
 
De acordo com o gerente de planejamento, a Strans assumirá a bilhetagem do transporte a partir de dezembro. Anteriormente, essa tarefa estava incumbida ao Consórcio SITT, formado pela empresas que prestam o serviço na cidade. 
 
O que se altera com a mudança de comando é que agora será a Prefeitura a responsável pela fiscalização sobre a operacionalização dos bilhetes e Rafael Leal prometeu intensificar a vigia sob possíveis irregularidades. 
 
“A prefeitura ficará agora com banco de dados e vão fiscalizar a bilhetagem, a quantidade de veículos, demandas. Vamos fiscalizar se a gratuidade é realmente daquela pessoa que está usando ou se é questão de fraude”, pontuou. 
 
O acordo que prevê o fim da crise no transporte coletivo de Teresina foi assinado pelo prefeito na quinta-feira (07) e homologado pela Justiça na sexta-feira (08). 
 
Paula Sampaio
Imprimir