Cidadeverde.com
Geral

Catadores de caranguejo recebem barcos do governo

Imprimir
 
Depois de cinco anos de espera o sonho dos catadores de caranguejo de Ilha Grande tem cores fortes. São as velas dos 10 barcos entregues no último sábado pela Empresa de Gestão de Recursos do Piauí- EMGERPI. Na segunda etapa serão construídas mais 10 embarcações e duas lanchas motorizadas até o final desse semestre, um investimento de R$ 112 mil. A retomada do projeto foi uma iniciativa do deputado João de Deus (PT) em atenção a reivindicação de lideranças locais.
 
Ano passado, segundo o presidente da Cooperativa dos Caranguejos, foi preciso alugar barcos para garantir o abastecimento do Festival do Caranguejo de Ilha Grande. Marco Antônio dos Santos Costa explicou que os barcos menores entram em áreas de difícil acesso às lanchas. Estas, recolhem os crustáceos das embarcações e transportam o porto dos Tatus.
 
“A produção chega a oito mil caranguejos por dia e ter esses barcos é uma necessidade que agora está sendo resolvida. Esse benefício era aguardado há muito tempo e foi preciso a reivindicação do deputado João de Deus para que os barcos, que vão beneficiar 42 catadores de caranguejo da nossa cooperativa, ficassem prontos”, destacou.
 
A diretora presidente da Emgerpi, Lucile Moura, explicou que o projeto inicial atrasou por má fé da empresa vencedora da licitação. Segundo ela, os barcos foram confeccionados fora dos padrões exigidos e, por isso, o contrato foi cancelado pelo governo estadual.
 
“Demorou provar ao Tribunal de Contas do Estado e ao Tribunal de Contas da União que o problema estava era com a empresa. O deputado João de Deus cobrou do governador uma solução para o problema e nós fomos acionados. Então, hoje é motivo de satisfação estarmos em Ilha Grande concluindo essa primeira etapa para que os catadores de caranguejo já possam começar o trabalho. Por outro lado, tivemos a garantia que o restante das embarcações serão entregues no prazo”, destacando que a Emgerpi também está construindo casas e trabalhando na contenção de dunas.
 
João de Deus ressaltou em seu discurso que a função parlamentar não se limita a propor leis e fiscalizar o executivo. De acordo com o deputado, “é preciso garantir mais qualidade de vida para os piauienses, sobretudo os mais pobres. Em Ilha Grande, nosso trabalho é para que o município possa ser um local cada vez melhor e a geração de emprego e renda é fundamental para isso. No caso desses barcos, eles foram construídos com madeira de lei, como o pequizeiro e o tamboril e, se bem conservados, podem durar no mínimo 10 anos”, concluiu.
 
Também participaram da solenidade o ex-vice prefeito de Ilha Grande, Magno Brito, o presidente da Câmara municipal, vereador Edmundo Alves (PT) e a superintendente de Planejamento Participativo da Seplan-PI, Zenaide Lustosa, além de lideranças locais.
 
Tags:
Imprimir