Cidadeverde.com
Política

Major Diego Melo busca reeleição na Amepi e pode concorrer a deputado em 2022

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde

A Associação de Oficiais Militares do Piauí (Amepi) realizará na sexta-feira (15) uma eleição para a escolha de um novo presidente. 

Duas chapas se colocaram para a disputa. Uma que busca a reeleição do atual presidente, Major Diego Melo, e uma segunda que é encabeçada pelo coronel Édson Ferreira. 

Em entrevista à imprensa nesta quinta-feira (14), Diego Melo explicou sobre o processo de escolha: 

"Nossa chapa se coloca à disposição e prestando contas do que fez em 2020 e mostrando o que fez, levando aos nossos sócios o compromisso de serem independentes”, explicou. 

Recentemente, a classe militar ganhou amplo destaque em todo o país. Isso porque havia uma expectativa sobre a participação dos profissionais em manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último feriado do Sete de Setembro. 

O major, que é um arraigado defensor de Bolsonaro, defendeu essa participação de militares nos atos, contanto que estivessem de folga e desarmados. Para 2022, ele recebeu um convite do Progressistas e deverá concorrer a deputado federal. Questionado sobre, ele pontuou que não fará exigências sobre o cargo que disputará e confirmou que estará junto ao grupo de oposição encabeçado pelo Progressistas e PSDB. 

“Vamos estar junto da oposição no Piauí construindo uma chapa. Estou a disposição do povo do Piauí para o cargo que nos couber. O meu maior objetivo é unir a oposição para juntos afastarmos o PT da gestão de nosso estado”, frisou.


Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir