Cidadeverde.com
Geral

Adolescente que desapareceu em Timon fugiu para encontrar amiga que conheceu pela internet

Imprimir

Em Timon (MA), uma adolescente de 15 anos fugiu de casa após conhecer uma menina pelas redes sociais. Raquel da Silva, mãe da adolescente, está desesperada porque a filha está há quase três dias longe de casa. A princípio, a adolescente foi dada como desaparecida. Contudo, logo a mãe descobriu o paradeiro da filha.

De acordo com Raquel, sua filha está sendo induzida a não retornar para casa. "Essa menina que ela conheceu nas redes sociais induziu minha filha a conhecer o irmão dela. Minha filha é uma menina boa, nunca se envolveu com nada errado. Estão com minha filha em cárcere privado", afirmou Raquel ao Cidadeverde.com.

A mãe da adolescente mora no bairro Parque Piauí 2, em Timon, de aluguel e disse que a filha está em uma casa no bairro São Benedito, em Timon, com outros quatro adolescentes, sendo duas meninas e dois meninos. "Com a minha filha são 5 pessoas naquela casa. São usuários de drogas. Minha filha não estava envolvida com essas coisas, mas essa menina que ela conheceu está a induzindo", analisou Raquel.

A mulher chegou a ir até a casa onde a filha está. Conversou com a adolescente e disse que foi enganada. "Ela pediu para eu ir na frente que ela viria atrás. Mas ela me enganou. Pulou o muro e voltou para a casa com esses menores", relembrou Raquel.

Após esse episódio, a mulher pediu ajuda a policiais militares e juntos foram até a casa onde a adolescente está. Lá, de acordo com Raquel, os adolescentes que estariam com a sua filha disseram que ela não estava mais na casa. "Mas é mentira. Eles esconderam ela. Os policiais não puderam entrar porque eu não tinha feito o B.O.", frisou Raquel da Silva.

Os policiais recomendaram à mãe da adolescente que registrasse um boletim de ocorrência e procurasse o Conselho Tutelar da Região para que pudesse resgatar sua filha. "O boletim eu já fiz. Mas fui no conselho e eles foram grossos comigo. Dizendo que eu preciso impor minha autoridade de mãe e resgatar ela. Mas eles são envolvidos com droga, é perigoso. Eu não posso", criticou Raquel.

DESAPARECIMENTO

A adolescente fugiu de casa na última quinta-feira (14/10), quando, segundo Raquel da Silva, foi deixar um desinfetante para uma colega da igreja que elas frequentam. No primeiro momento, a filha de Raquel foi dada como desaparecida.

A adolescente é a filha mais velha dos quatro filhos que Raquel da Silva tem. Com o episódio, a mulher relatou ao Cidadeverde.com que só quer ter sua filha de volta e se mudar da região. "Minha filha não é assim. Ela era da igreja", completou Raquel da Silva.

 

Nataniel Lima
[email protected]

 

Imprimir