Cidadeverde.com
Últimas

Motoristas notificam Strans sobre início de greve na próxima quinta-feira

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

Os motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina notificaram a Superintendência Municipal de Trânsito (Strans) sobre a possibilidade de uma greve da categoria a partir da próxima quinta-feira. O documento foi entregue no final da manhã de hoje (26) ao superintendente Cláudio Pessoa. 

A decisão sobre o início da nova greve deve ser tomada somente amanhã, durante assembleia geral convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro). A categoria, que já realizou paralisações na semana passada, cobra principalmente a assinatura da convenção coletiva. 

O superintendente da Strans e destaca que a pasta já estuda medidas para minimizar os impactos do movimento grevista aos passageiros.

“Acabamos de ser notificados dessa possibilidade de greve. O que nós temos a dizer para os munícipes de Teresina é que a prefeitura cumpre e cumpriu o seu papel, inclusive nesse último acordo, que foi homologado pela Justiça, atestando a regularidades nos repasses de valores acordados. No entanto, cabe às empresas o cumprimento da ordem de serviço. Logicamente, acontecendo uma greve pela categoria laboral, a prefeitura vai adotar todas as providências para que os prejuízos decorrentes dessa paralisação não afetem tanto os seus munícipes”, destacou o superintendente da Strans. 

Além de questionar o impasse envolvendo a relação entre empresários e trabalhadores do transporte, o superintendente da Strans também lembrou que, caso a nova greve ocorra, a Prefeitura pode adotar medidas mais rígidas. Nos bastidores, circula a possibilidade de que o acordo assinado com os empresários passe por modificações. 

“Situações extremas requerem medidas extremas. Essas medidas já estão acordadas, apontadas pelo prefeito, e serão executadas”, disse Cláudio Pessoa. 

Assembleia 

A assembleia dos motoristas e cobradores será realizada nesta quarta-feira(27) em dois turnos, manhã e tarde, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro).  O momento deve servir apenas para confirmar a decisão que já havia sido tomada na semana passada.

“Adiamos o movimento após o pedido do Procurador Geral do Município, mas já estava decretada a greve se não tivéssemos nenhum avanço em relação a assinatura da nossa convecção”, destacou o presidente do Sintetro, Ajuri Dias. 

A greve será iniciada logo nas primeiras horas da quinta-feira(28) e deve contar com a adesão da maior parte dos trabalhadores do transporte coletivo. 

Natanael Souza
[email protected] 

 

Imprimir