Cidadeverde.com
Vida Saudável

Cirurgião plástico orienta cuidados na recuperação da lipoaspiração

Imprimir

Foto: Freepik

 

Desempenhando papel importante no processo de cicatrização de cirurgias plásticas realizadas na região abdominal, a cinta modeladora é um acessório indispensável para uma boa recuperação pós-cirúrgica. O seu uso é indicado por cirurgiões plásticos para que o paciente alcance rapidamente os resultados desejados em uma cirurgia plástica no abdômen, como a abdominoplastia e lipoaspiração. Ela também exerce uma compressão sobre a área operada, causando a aderência da pele ao músculo, reduzindo os riscos de complicações depois da cirurgia.

A cirurgia plástica causa traumas na pele e músculos do paciente. A consequência disso é o aparecimento de inflamações, que podem ser revertidas com o uso da cinta modeladora. Segundo o cirurgião plástico William Machado, a cinta modeladora é um dos aparatos mais recomendados após a cirurgia. "Toda cirurgia exige cortes, que causam inflamações, isto é, um edema na região que foi operada. Nós utilizamos a cinta modeladora como forma de agilizar a cicatrização e melhorar o edema do local cirurgiado, para que se cicatrize de forma mais rápida", pontua o especialista.

Quanto ao processo de cicatrização, William Machado reforça que a cinta modeladora realiza compressões na região da cirurgia que aceleram a cicatrização, gerando resultados mais rápidos. "Toda região que é lipoaspirada, seja no abdômen, no braço ou no seio, exige uma compressão pós-operatória para que esse edema saia mais rápido. Nos casos de abdominoplastia, que é a retirada de excessos de pele na barriga, ou lipoaspiração, que é a retirada de gordura localizada no abdômen ou das costas, no pós-operatório o paciente precisa utilizar uma cinta modeladora para diminuir aquele edema e cicatrizar mais rápido. Além disso, normalmente na lipoaspiração, a pele fica mais solta da parte mais interna, que é o músculo, então a cinta modeladora quando comprime, ela ajuda a colar essa pele mais rápida e o paciente ter um resultado mais rápido no pós-operatório," afirma.

Apesar de ser imprescindível o uso da cinta modeladora no pós-cirúrgico, o seu uso não é obrigatório aos pacientes. "O uso da cinta modeladora não é necessariamente obrigatório, em alguns casos tem os pacientes que não podem utilizar a cinta modeladora, seja por algum problema de pele ou algum tipo de complicação que o impeça de utilizar a cinta modeladora. Isso não quer dizer que esses pacientes não terão um bom resultado, mas o tempo pós-operatório demora um pouco mais para se ter o resultado adequado da cirurgia", disse o cirurgião plástico.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir