Cidadeverde.com
Política

Em almoço com Ciro, Dr Pessoa fala em terceira via pelo União Brasil

Imprimir
  • almoco5.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • almoco4.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • almoco3.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • almoco2.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com
  • almoco1.jpg Roberta Aline/Cidadeverde.com

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), participa de almoço na tarde desta segunda-feira (1) com o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas). Na pauta, investimentos federais para a capital do Piauí. A sobremesa dessa refeição, no entanto, deverá ser política, tem nome e foi recentemente criada: o União Brasil. 

Em entrevista à imprensa, Dr. Pessoa voltou a dizer que é a favor de uma terceira via e deu a certeza de que se assumir o comando do superpartido, fusão do PSL e DEM, lançará a uma alternativa a base e oposição na disputa em 2022. 

“Neste ano não quero pontuar nenhuma coisa, nem outra. Mas se União Brasil vier para as mãos do prefeito a possibilidade de uma terceira via é grande”, afirmou. 

Dr. Pessoa tem dito estar descontente com o MDB e que estaria 50% fora da legenda. Ciro Nogueira tem ensaiado a aproximação com o prefeito desde então e a vinda para União Brasil, nos termos da oposição, poderia firmar esse alinhamento. 

Apoio para projetos 

Nas questões administrativas, Dr. Pessoa deverá solicitar apoio federal para projetos que encampou durante a campanha em 2020, como os hospitais do idoso e da mulher, a transposição dos rios Parnaíba e Poti, além de uma passarela para a capital. 

“O cardápio é pedir agilidade nos projetos que a gente colocou em Brasília, nos ministérios, que já fui duas vezes. Então, é um bom cardápio. O Dr. Pessoa principalmente neste ano olha de manhã, de tarde e de noite e sonha com obras em Teresina. Política com P maiúsculo ou pequeno não é minha praia, quero conversar sobre o que posso servir ao povo de Teresina”, completou. 

Diferenças superadas 

Robert Rios, que foi o responsável pela organização do almoço, pontuou que seguirá o prefeito no posicionamento que ele tiver e reforçou também querer apoiar uma terceira via. 

“Página virada. Teresina precisa do concurso do ministro, precisa do concurso do governador. Quem está administrando Teresina não pode estar preocupado com sequela de eleições passadas”, disse. 

Além do prefeito e vice, também compareceram o presidente da Câmara Jeová Alencar (MDB), líder do prefeito Renato Berger (PSD) e filho do prefeito João Pessoa, presidente da Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano. 

A reunião ocorre na residência de Robert Rios.

Ciro Nogueira chegou ao almoço com Dr. Pessoa acompanhado da deputada Iracema Portella (Progressistas), pré-candidata a vice governadora do estado e do ex-candidato a vereador Victor Linhares (Progressistas). 

À imprensa, o ministro pontuou que tanto Luciano Bivar (PSL) quanto ACM Neto (DEM) querem o União Brasil na oposição no Piauí. O senador licenciado ainda acrescentou acreditar que Dr. Pessoa seguirá o grupo liderado pelo Progressistas em 2022. 

“A cara dele [Dr. Pessoa] é a oposição. Não é nada parecido com o que está aí não. O povo do Piauí vai querer que seu prefeito fique ao lado do seu sentimento”, declarou. “É uma conversa política, mas o foco principal é discutir os projetos que ele quer realizar na capital em parceria com o governo federal”, acrescentou.

Flash Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir