Cidadeverde.com
Política

Wellington Dias volta a falar em suspender o uso obrigatório de máscara em dezembro

Imprimir

Foto: Rober Aline/ Cidade Verde

O governador Wellington Dias (PT) voltou a afirmar nesta quinta-feira (04) que avalia suspender o uso obrigatório de máscara no Piauí neste mês de dezembro. O gestor pontuou que analisa a possibilidade junto ao Comitê de Operações Emergenciais (COE) e acrescentou que os indicadores da pandemia serão os critérios para a liberação. 

Anteriormente, o governador havia falado sobre a flexibilização das máscara em dezembro como um “sonho para o natal”. Agora, ele confirmou que o governo estadual atua para concretizar essa meta. 

“Estamos trabalhando para garantir agora para o mês dezembro uma perspectiva, uma tomada de decisão as precauções. Por exemplo, é possível já ter a flexibilização de em relação a máscara. Não que não seja possível usar a máscara, mas ela deixa, por exemplo, de ter a punição de ter aquela obrigatoriedade que fomos obrigados a adotar”,explicou. 

Wellington Dias relembrou que na quarta-feira (03) não foram registrados óbitos em decorrência da Covid no estado e, segundo ele, o Piauí tem seguido essa média. Para o chefe do Executivo, essas estatísticas somadas aos índices de vacinação demonstram uma maior segurança principalmente em áreas abertas. 

“Estamos discutindo no COE o momento em que deveremos adotar medidas gerais tendo daqui a pouco, com a vacina, as condições de chegar a mais de 80% com primeira dose acima de 70% com as duas doses ou dose única e com isso poder tirar o Brasil e o Piauí da pandemia”, acrescentou. 

De acordo com dados do vacinômetro da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), atualizados até está manhã, o Piauí tem 71,2% da população vacinada com a primeira dose e 47,9% com imunização contra o coronavírus completa. 

As declarações de Wellington foram dadas em entrevista à imprensa durante uma solenidade de entrega da reforma da escola CETI Professor Milton Aguiar no bairro Itararé, na zona Sul de Teresina.

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir